Balneário Camboriú | 06.01.2021 | 11h11 Bombeiros

SC tem 12 mortes por afogamento no início da temporada de verão

O número de mortes por afogamento em Santa Catarina caiu 40% nos primeiros 17 dias da temporada de verão na comparando com o mesmo período do ano passado. Segundo o levantamento do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), divulgado nesta terça-feira (5), 12 pessoas morreram após afogamentos em praias, rios e lagos.

As vítimas de afogamentos nesta temporada foram 11 homens e uma mulher. A média de idade dessas pessoas é de 25 anos. Oito casos ocorreram em locais de água doce, como rios, lagos e riachos, e quatro na água salgada das praias.

Os dados levam em conta o período de 17 dias entre 18 de dezembro de 2020, quando iniciou a alta temporada da Operação Veraneio, e 3 de janeiro de 2021. Segundo o relatório, todas as mortes ocorreram em locais ou horários sem monitoramento dos bombeiros.

O balanço mostra que o número de ações de prevenção também aumentou em relação à última temporada. Foram 1,8 milhão de orientações preventivas feitas pelos guarda-vidas, entre uma alta de 5,89% em relação ao mesmo período do ano passado.

O terceiro relatório desta temporada da Operação Veraneio do Corpo de Bombeiros também mostra 879 ações de salvamento e resgates feitos pelos guarda-vidas, 42 ocorrências atendidas pelo helicóptero Arcanjo e 886 lesões causadas por águas-vivas.

Os postos de guarda-vidas funcionam das 7h30 às 19h30. A recomendação é para que as pessoas se banhem em horário e local com monitoramento.

Ocorrências do final de ano
Na sexta-feira (1°), por volta de 1h, um homem de 23 anos caiu do costão da praia da Joaquina, em Florianópolis. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele se desequilibrou por causa de uma onda e bateu a cabeça nas pedras antes de cair na água.

Amigos do homem tentaram salvá-lo, mas não conseguiram. Segundo os bombeiros, depois de 15 minutos, a própria correnteza levou o homem de volta para a areia da praia. Os agentes tentaram realizar a reanimação, mas o homem não resistiu.

Em Balneário Camboriú, no Litoral Norte, foi um adolescente de 15 anos que morreu afogado, na quarta. O jovem foi puxado pela correnteza na Praia Central. O lugar do acidente tinha bandeira vermelha, que indica que a área é perigosa para banho por causa da influência de correntes marítimas.

Também na quarta, um homem de 26 anos morreu depois de se afogar no rio Cubatão, em Joinville, no Norte de Santa Catarina. O corpo dele só foi encontrado no dia seguinte.

Ainda no Norte, mas em Guaramirim, um jovem de 17 anos se afogou em uma lagoa na quarta. Segundo informações, os bombeiros chegaram a resgatar o garoto, mas ele não sobreviveu.

Recomendações
O aplicativo "Praia segura" mostra quais praias têm ou não posto de guarda-vidas e as condições do mar em todo o litoral do estado. O aplicativo é gratuito e ajuda a planejar um banho mais seguro.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

Fonte: G1 Santa Catarina