Chapecó | 18.01.2022 | 18h18 Justiça

Quadrilha acusada por furto de carga de grãos continuará presa no oeste de SC

A juíza plantonista Sirlene Daniela Puhl, da comarca de Xanxerê, converteu a prisão em flagrante de quatro homens em prisão preventiva. Assim, eles permanecerão segregados até julgamento. A quadrilha foi presa no início da tarde do último sábado, quando furtava uma carga de milho com 43,6 quilos, avaliada em R$ 70 mil.

De acordo com a polícia civil, uma denúncia anônima alertou as autoridades. Os policiais seguiram para o silo, em Faxinal dos Guedes, e encontraram um caminhão em deslocamento para o município de Xanxerê, cidade limítrofe. O veículo foi escondido em uma mecânica, de onde saíram dois homens em uma caminhonete. Abordados pelos policiais, ambos negaram conhecimento do veículo e da carga, mas logo confessaram a propriedade do caminhão. O empresário e o motorista, então, foram presos em flagrante.

Dois funcionários da cerealista proprietária da carga foram presos em casa. Eles são acusados de desligar as câmeras de segurança antes do carregamento ilícito, feito por eles, e reativar os equipamentos assim que o caminhão deixou o local. Um dos sócios da cerealista registrou boletim de ocorrência em que garantiu que as câmeras foram desativadas anteriormente pelos mesmos colaboradores, inúmeras vezes. A quadrilha foi indiciada por furto e associação criminosa.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO TELEGRAM

Fonte: Portal Aconteceu, com informações TJSC