Chapecó | 05.02.2022 | 17h17 Justiça

Piscina e salão de festas construídos em área de preservação são interditados em Chapecó

Uma ação civil pública movida pela Promotoria Ambiental de Chapecó foi deferida liminarmente, na última quinta-feira (3).

Na ação, o Ministério Público demonstra que a proprietária de um imóvel rural destruiu área de preservação permanente para construir uma piscina e um salão de festas.

A ação pede a demolição da edificação, a recuperação da área e o pagamento de multa no valor de R$ 20 mil.

Ao receber a ação, o Juiz de Direito da Vara da Fazenda de Chapecó determinou “a imediata suspensão das atividades de exploração do imóvel, incluindo roçada, corte de vegetação e construção, isolando-a, e a instalação de cerca delimitadora em toda extensão da área de preservação permanente do seu imóvel.”

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO TELEGRAM

Fonte: MPSC