Chapecó | 03.12.2016 | 13h06 Geral

“Palavras são limitadas, é momento de oração”, diz padre sobre tragédia

“Esse momento não é somente de palavras, pois elas são muito limitadas em horas tão complexas e difíceis como essa, que sensibilizam as pessoas e muitas, porque é uma tragédia grande, histórica e traz muita dor”. A mensagem é do padre Marcelo, da Igreja Senhor Bom Jesus de Xanxerê. Nesta semana, ele esteve em Chapecó, quando participou de uma celebração que reuniu milhares de pessoas na praça. O padre deve, neste sábado (2), participar do culto ecumênico no velório coletivo.

Poder oferecer aos familiares e amigos das vítimas uma palavra que traz conforto, em momento assim são difíceis. O padre garante que a oração é a melhor alternativa.

- A dor é inexplicável para a compreensão humana e por isso as palavras são muito limitadas. É momento de acima de tudo rezar, no silencio dos corações, se dirigir a Deus, pois é Ele quem sabe a melhor maneira de consolar e dar a luz para as pessoas que vivem mais intensamente esta dor. Em primeiro lugar vem a oração – diz ele.

Além disso, o padre aborda a presença junto a quem sente a dor da perda.

- Estar junto, do lado das pessoas, abraça-las é mais importante do que as próprias palavras – completa.

Em Chapecó, no fim do dia do acidente, o padre participou da celebração. Ele lembra que era muita gente, e muita comoção, choro e sensibilização.

- A Chapecoense é um time que o povo aprendeu a gostar, o povo se identifica muito com futebol, que é uma paixão por si só, e por ser um time simples, querido, próximo e que foi longe. A simplicidade e aquilo que é pequeno as pessoas se identificam e por isso todo esse carinho ao time – finaliza.

Na noite da sexta-feira (2), antes do ato silencioso realizado na Praça Tiradentes, acontece na igreja matriz uma missa.

Fonte: TUDO SOBRE XANXERÊ