Chapecó | 01.06.2021 | 21h21 Geral

Mulher é condenada após asfixiar e matar marido com as nádegas

Tatyana O., de 45 anos, foi condenada após acusação de ter asfixiado o marido com as nádegas, após sentar-se sobre o pescoço dele durante uma briga regada à álcool. A ocorrência foi registrada em Novokuznetsk, cidade no Sudoeste da Rússia.

Segundo o The Sun, um exame médico posterior descobriu que ele morreu de “asfixia por bloqueio do sistema respiratório”, pois seu rosto estava enfiado no colchão, com Tatyana, que pesa cerca de 100kg, supostamente sentada em seu pescoço, “usando suas pernas para que ele não pudesse levantá-la”.

A esposa “estrangulou o marido até a morte com as nádegas depois de beber muito álcool”, relatou o laudo.

Em um primeiro julgamento, a acusação de homicídio foi retirada e Tatyana foi condenada por causar a morte por negligência. Ela foi condenada a 18 meses de trabalho corretivo e condenada a pagar cerca de £ 2.000, o equivalente a mais de 10 mil reais, por danos morais.

Nesta semana, porém, o Comitê de Investigação anunciou que está pressionando por uma nova acusação de assassinato contra Tatyana.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO TELEGRAM

Fonte: RIC MAIS

Www.portalaconteceu.com.br