Chapecó | 13.05.2022 | 10h10 Polícia

Marcelo foi morto por colega de cela no interior de Chapecó, diz polícia

A Polícia Civil esclareceu um crime de homicídio registrado no dia 31 de março de 2021. A vítima foi identificada como Marcelo Augusto Vanin, de 28 anos.

De acordo com a polícia, o crime ocorreu no dia 30 de março de 2021, quando a vítima entrou no carro do suspeito para saírem juntos, mas Marcelo foi levado à linha Rodeio Bonito, no interior de Chapecó, onde foi morto.

Os dois homens cumpriam pena no Presídio de Chapecó e dividiam a mesma cela. No dia do crime, eles estavam em saída temporária e como eram amigos, a vítima não imaginava que seria traída pelo companheiro de cela.

O delegado Vegner Papini, responsável pelo caso, contou que o suspeito teria cometido o crime a mando de uma facção criminosa. “Ele teria atraído a vítima e a levado ao local do crime para cobrar uma dívida. Na ocasião, teria tirado a vida dessa vítima e empreendido fuga.”

A investigação concluiu que na hora da morte, Marcelo estava de joelhos e com as mãos na cabeça. Ele foi morto com três tiros. Seu corpo foi localizado no dia 31, em uma vala, no meio de uma plantação de eucaliptos.

Segundo Papini, a polícia encontrou muitas dificuldades durante a investigação, pelo fato de que não havia câmeras de videomonitoramento, nem testemunhas no local do crime.

Em depoimento, a mãe do suspeito afirmou que antes de fugir o filho teria confessado o crime a ela. Algum tempo depois, o homem foi preso por porte de arma de fogo, quando quebrou seu celular.

A polícia achou a atitude suspeita e apreendeu o celular. As mensagens foram recuperadas e um dos áudios enviados pelo suspeito fizeram a polícia ligar os casos e supor que ele seria o assassino de Marcelo.

O suspeito, de 24 anos, já era conhecido pela polícia. Ele possui 89 passagens policiais por diversos crimes. O homem foi preso e poderá responder por homicídio qualificado.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO TELEGRAM

Fonte: ND +