Brusque | 06.04.2021 | 15h15 Justiça

Estelionatário que aplicava o "golpe do cartão clonado" é condenado em SC

A Vara Criminal da comarca de Brusque condenou um homem pela prática dos crimes de estelionato e uso de documento falso. O primeiro, praticado contra uma idosa de 70 anos e de forma tentada contra um idoso de 75 anos; o segundo, por apresentar carteira nacional de habilitação falsa aos policiais que lhe deram voz de prisão. A pena foi fixada em cinco anos e 10 meses de reclusão, em regime inicial fechado.

O homem foi preso em flagrante em um hotel localizado no centro de Brusque por aplicar o "golpe do cartão clonado". Ele se identificava para as vítimas como funcionário de banco, e anunciava que o cartão da pessoa havia sido clonado. Depois ele se deslocava até a casa das vítimas para recolher o objeto. Após o recolhimento, os cartões eram utilizados para realizar saques, compras e transferências.

Em posse do cartão e das informações de uma das vítimas, o acusado fez saques e compras que totalizaram a quantia de R$ 10,8 mil. A segunda vítima desconfiou do golpe e acionou a autoridade policial. Além dos cartões bancários e máquinas de cartão localizados pelos policiais em posse do estelionatário, foram apreendidos comprovantes na quantia aproximada de R$ 42 mil.

Além da pena de reclusão, o homem foi condenado ao pagamento de 90 dias-multa no valor de um trigésimo do salário mínimo vigente à época dos fatos, corrigidos na forma legal. A decisão foi prolatada pelo juiz Edemar Leopoldo Schlosser, titular da Vara Criminal de Brusque. O homem, que está segregado desde o dia 19 de dezembro de 2020, não poderá recorrer da decisão em liberdade.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO TELEGRAM

Fonte: Portal Aconteceu, com informações TJSC