Chapecó | 25.05.2021 | 20h20 Tecnologia

Desafio do TikTok faz criança ter pedaço do intestino retirado

Ellis Tripp, um garoto inglês de 11 anos, foi internado em estado grave em Birmingham, na Inglaterra, após engolir acidentalmente cinco bolinhas magnéticas. A criança havia colocado os objetos na língua para simular piercings falsos, em cumprimento a um desafio da rede social TikTok.

De acordo com reportagem do site Worcester News, Ellis passou uma semana reclamando de fortes dores no estômago. Ao ser levado pela mãe para o hospital, ele levantou suspeitas de apendicite. Mas, após realizarem um exame, os médicos ficaram espantados quando os objetos foram atraídos magneticamente pelos ímãs no estômago da criança.

O menino ainda teve que passar por um segundo procedimento, que durou seis horas, para retirada de duas continhas restantes. Nesse momento, os médicos precisaram cortar cinco centímetros de seu intestino.

Como é o desafio do falso piercing no TikTok
A brincadeira que motivou Ellis mostra pessoas no TikTok colocando uma bolinha magnética em cada lado da língua, fingindo que se trata de um piercing.

“Estou vivendo um pesadelo”, desabafou Amy Clarke, mãe do garoto, em suas redes sociais “Essa mania do TikTok poderia tê-lo matado se durasse mais tempo. Fale com os seus filhos e diga-lhes como estes ímãs são perigosos. As bolas magnéticas são mortais se ingeridas. Destrua-as”, alertou.

Depois do ocorrido, professores da escola de Ellis encontraram bolinhas magnéticas com outros estudantes. A família do menino contou que ele foi a quinta criança atendida no mesmo hospital, em apenas uma semana, com o mesmo quadro.

Ellis segue em estado grave no hospital
Segundo o site do Correio da Manhã, de Portugal, a criança ainda segue internada desde a última quarta-feira (19). Ellis está intubado e a equipe médica tenta combater uma infecção causada pelo sangramento intestinal.

O TikTok já foi palco de vários desafios perigosos. Um dos mais emblemáticos aconteceu em março deste ano, quando um adolescente americano de 12 anos teve morte cerebral depois de utilizar um fio no pescoço até perder os sentidos.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO TELEGRAM

Fonte: Olhar Digital