Chapecó | 16.05.2021 | 18h18 Esportes

Chapecoense goleia o Marcílio Dias e se aproxima da final do Catarinense

A primeira vaga na final do Campeonato Catarinense 2021 está bem perto de conhecer o primeiro time finalista: a Chapecoense. Neste domingo, o Verdão do Oeste atropelou o Marcílio Dias ao fazer 4 a 1, no estádio Doutor Hercílio Luz, em Itajaí. Anselmo Ramon, Perotti, Ronei e Fernandinho anotaram os gols. Wallace marcou para o Marinheiro. O time do Oeste agora pode perder por até três gols de diferença que estará pela sexta vez consecutiva na decisão estadual.

Com a goleada, a Chapecoense pode perder por um, dois ou três gols de diferença no jogo de volta, em Chapecó, que vai à final do Catarinense 2021. O Marcílio Dias terá que vencer por quatro ou mais gols para se classificar à decisão depois de 21 anos. O confronto de volta pela semifinal está marcado para quarta-feira, às 16h30, na Arena Condá.

Do outro lado da chave estão Brusque e Avaí. No jogo de ida, na Ressacada, os times ficaram no empate sem gols. A volta será na quarta-feira, às 20h30, no Augusto Bauer, e o Quadricolor tem a vantagem de nova igualdade para ir à final. O Leão da Ilha precisa da vitória.

O JOGO
Duas chances e dois gols, um para cada lado. Foi assim a primeira parte da semifinal do Catarinense 2021 entre Marinheiro e Chape. O time do Oeste controlou as ações, rodou bastante a bola e teve dificuldade para furar o bloqueio do Marcílio Dias. De tanto insistir, chegou ao gol aos 30 minutos. Anselmo Ramon bateu de primeira após cruzamento da esquerda e não deu chance para Victor Golas. Os mandantes, porém, igualaram aos 44. Anderson Ligeiro cobrou escanteio e encontrou Wallace, que estou de frente para garantir o 1 a 1 antes do intervalo no Gigantão das Avenidas.

A etapa final teve a Chape voltando à frente do placar logo aos quatro minutos, com o artilheiro Perotti. Após chute cruzado de Mike, o camisa 77 empurrou para o gol vazio. O Marinheiro se atirou para o campo de ataque tentando o empate, mas parou nas defesas de Keiler nas chances de Franklin e Luan. Gustavo Henrique ainda perdeu chance de frente ao cabecear ao lado da trave. Com a zaga exposta, o Marcílio Dias sofreu mais dois gols na reta final do jogo. Ronei recebeu de Perotti e bateu rasteiro: 3 a 1. O quarto foi com Fernandinho, que finalizou na saída de Victor Golas após belo passe de Geuvânio.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO TELEGRAM

Fonte: GLOBO ESPORTE