Chapecó | 09.09.2021 | 07h07 Polícia

ATUALIZAÇÃO: Criminoso mata ex sogra e baleia homem em Chapecó

Uma mulher foi morta a tiros e um homem ficou ferido no final da tarde desta quarta-feira (08) no Distrito de Marechal Bormann. A Polícia Militar foi acionada às 17h31.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

O homem, de 31 anos, foi baleado e socorrido em estado grave ao Hospital Regional do Oeste, por uma equipe do SAMU.

A outra vítima, de 42 anos, que era ex sogra do atirador, morreu ainda no local.

A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias foram acionados para os procedimentos cabíveis.

CRIME
De acordo com a Polícia Militar, o acusado é um homem de 29 anos, que após o término do relacionamento de 11 anos, com a mulher de 27, descumpriu a medida protetiva e foi até a residência em que o casal residia.

No local o homem se deparou com sua ex-mulher, seu filho de 07 anos, sua ex-sogra, de 42, e seu companheiro, de 31 anos, os quais estavam retirando alguns pertences do local. Eles haviam se mudado da residência temendo que o acusado pudesse tentar algo contra a família.

Testemunhas disseram que o homem começou a discutir com sua ex-sogra e ofender sua ex-mulher, e em seguida se retirou do local e foi até seu veículo, um VW Gol, pegou uma arma de fogo e atirou seis vezes contra as vítimas.

A mulher de 42 anos na tentativa de proteger seu neto foi alvejada na face e no braço esquerdo, momento em que se desequilibrou e caiu de uma escada com aproximadamente 10 degraus. Na sequência o homem de 31 anos, também foi atingido na face e na perna direita.

Depois dos disparos o criminoso ainda adentrou na residência e tentou arrombar a porta do banheiro onde a ex-mulher e seu filho estavam, porém, não tendo êxito fugiu do local com um VW Gol.

A mulher de 27 anos e alguns vizinhos tentaram socorrer a vítima de 42 anos, prestando os primeiros socorros, porém ela foi a óbito no local, antes da chegada do SAMU.

A mulher possui medida protetiva desde 1º de setembro e dispensou as visitas e o apoio da guarnição do Programa Rede Catarina de Proteção à mulher.

O trabalho de retirada de pertences é uma das ações realizadas pelos policiais militares que compõe a guarnição da Rede Catarina de Proteção à mulher.

Fonte: Portal Aconteceu, com informações Polícia Militar

10