Chapecó | 16.05.2022 | 10h10 Polícia

Ação da polícia resgata três idosos em situação sub-humana em SLO

No início da tarde da última quinta-feira (12), a Polícia Civil, através da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), com apoio da Vigilância Sanitária, Conselho Municipal dos Idosos e Assistência Social, fiscalizou denúncia sobre a existência de um lar de longa permanência clandestino na linha Campinas, no interior de São Lourenço do Oeste.

No local foi constatado que nove idosos estavam com suas vidas expostas a risco por falta de suporte medicamentoso necessário, alimentação adequada e cuidados mínimos.

Ainda foi apurado que um dos idosos, de 63 anos, era paciente de um lar de longa permanência na cidade, mas havia sido retirado a mando da proprietária do estabelecimento, pensando estar sendo encaminhado para a cidade de Pato Branco (PR), porém foi levado para o lar clandestino, onde estava há aproximadamente 30 dias.

A Vigilância Sanitária notificou a proprietária e determinou o fechamento do estabelecimento, ocasião na qual os idosos foram realocados para outro Lar.

Duas mulheres, de 36 e 53 anos, estão sendo investigadas pelo crime de expor perigo a vida, integridade e saúde de idosos pela privação de alimentos e cuidados indispensáveis quando obrigada a fazê-lo, além de também por crimes patrimoniais e contra a liberdade e integridade física dos idosos.

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO TELEGRAM

Fonte: Portal Aconteceu, com informações Polícia Civil