Campos Novos | 21.03.2019 | 22h25 Justiça

Traficantes são condenados a mais de 250 anos de prisão em Campos Novos

O juiz Paulo Eduardo Huergo Farah, titular da Vara Criminal da comarca de Campos Novos, condenou organização criminosa que atuava no meio-oeste catarinense a penas que, somadas, ultrapassaram o patamar de 250 anos de prisão. Os réus foram responsabilizados pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Dentre os 30 réus no processo de mais de 5 mil páginas, constatou-se a participação de oito deles também em facção do crime organizado atuante nos presídios catarinenses, os quais foram ainda condenados pelas disposições da Lei n. 12.850/13, que busca combater o crime organizado. A maior pena individual alcançou o patamar de 22 anos e nove meses de reclusão.

Além dos réus, um advogado, que não integrava a organização criminosa, também foi condenado por repassar aos seus clientes informações sigilosas sobre a ocorrência dos ilícitos obtidas durante investigação policial. Ele teve a pena corporal substituída por duas restritivas de direitos consistentes em limitação de fim de semana e multa. A sentença contou 421 páginas e foi publicada nesta quinta-feira (21).

Os réus condenados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa poderão, se optarem por recorrer da sentença, deverão fazê-lo recolhidos nas unidades prisionais onde já estão segregados.

Fonte: Poder Judiciário de Santa Catarina