Chapecó | 14.05.2018 | 09h35 Bombeiros

Torcedora conta como ajudou socorrer vítimas de acidente

“Fiquei preocupada mas meu único pensamento era ajudar”. As palavras são de Monara Xavier, moradora de São Miguel do Oeste e ocupante de uma van que seguia atrás do coletivo da empresa Casanova Tur o qual transportava torcedores do Grêmio de Porto Alegre para a região após o Clássico Grenal, e que na madrugada deste domingo, 13, caiu em uma ribanceira em Iraí.

Monara lembra que o motorista do coletivo Doraci Cella, de 57 anos, havia dormido antes de pegar a estrada e por isso descarta que ele tenha pego no sono no momento do acidente. Ela acredita que ele tenha sofrido um mal súbito, já que em conversas extraoficiais no Hospital de Iraí no Rio Grande do Sul havia chegado essa informação.

Monara que está cursando Técnico em Enfermagem no Senac São Miguel, comenta que seus conhecimentos em primeiros socorros foram fundamentais para se manter calma e ajudar as outras vítimas do acidente até a chegada dos socorristas.

No coletivo haviam 26 torcedores do Grêmio de São Miguel do Oeste, São José do Cedro, Itapiranga, Maravilha e Cunha Porã, desse número, 10 pessoas ficaram feridas, sendo duas com gravidade, e um óbito.

Para o resgate das vítimas foram mobilizados socorristas do Rio Grande do Sul e de diversas cidades da região, incluindo o SAMU de São Miguel do Oeste, Maravilha, São Carlos, Itapiranga e Chapecó.

As vítimas em estado mais grave foram encaminhadas para o Hospital Regional do Oeste em Chapecó e para o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso em São Miguel do Oeste.

Foto: Reprodução / Facebook.

Fonte: REDE PEPERI