Brasília | 24.05.2019 | 12h23 Política

Somente um deputado de SC votou pela retirada do Coaf do Ministério da Justiça

Dos 16 deputados federais catarinenses, somente um votou pela retirada do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) da estrutura do Ministério de Justiça e Segurança Pública, de Sérgio Moro. A proposta do governo era colocar a estrutura dentro da pasta como forma de acelerar as investigações de corrupção. Pedro Uczai foi o único parlamentar de Santa Catarina que optou pelo "não".

Os deputados Rogério Peninha Mendonça (MDB), aliado do presidente Jair Bolsonaro, e Angela Amin (PP), não participaram da votação. Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, cobrou Peninha pelo Twitter: "Deputado Peninha não votou para manter COAF no Ministério da Justiça? Dessa eu não sabia!". O parlamentar reagiu ao post em seguida.

A opção era pela derrubada da proposta original do governo de levar o Coaf do ministério da Economia para a Justiça e Segurança Pública. Quem votou "sim" concordou com o texto enviado pelo Executivo. A coluna tentou contato com Uczai, mas ele está na reunião da comissão que discute a reforma da Previdência. Durante a votação, o PT havia orientado seus parlamentares a votar pelo "não".

Veja abaixo os votos dos catarinenses:

Carlos Chiodini (MDB) - Sim

Carmen Zanotto (Cidadania) - Sim

Caroline de Toni (PSL) - Sim

Celso Maldaner (MDB) - Sim

Coronel Armando (PSL) - Sim

Daniel Freitas (PSL) - Sim

Darci de Matos (PSD) - Sim

Fabio Schiochet (PSL) - Sim

Geovania de Sá (PSDB) - Sim

Gilson Marques (NOVO) - Sim

Hélio Costa (PRB) - Sim

Pedro Uczai (PT) - Não

Ricardo Guidi (PSD) - Sim

Rodrigo Coelho (PSB) - Sim

Fonte: NSC total