Chapecó | 04.11.2019 | 15h12 Agronegócio

Sete plantas frigoríficas de SC são habilitadas para exportar miúdos suínos para a China

Sete plantas frigoríficas de Santa Catarina foram habilitadas para exportar miúdos suínos para a China. A informação foi anunciada pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina, na manhã desta segunda-feira (4), na própria conta oficial do Twitter.

"As exportações já podem ter início imediato. Medida vai movimentar a economia catarinense e gerar mais renda para os produtores rurais", postou a ministra.

Ainda de acordo com a ministra, a habilitação é consequência da missão recente do governo federal à Ásia. "A habilitação é resultado das tratativas realizadas durante viagem do presidente Jair Bolsonaro ao país asiático no fim de outubro", postou.
A pasta ainda não divulgou quais são as indústrias habilitadas nem a quantidade que será exportada.

China é o principal destino da carne suína produzida em SC

Santa Catarina é o principal exportador de carne suína do país. Nos nove primeiros meses deste ano, o estado exportou 299,09 mil toneladas, o que representa 57,74% da quantidade exportada pelo Brasil. A quantidade foi 17,9% superior ao mesmo período de 2018. O estado teve faturamento de US$ 602,75 milhões, representando aumento de 28,64% comparado ao ano anterior.
O levantamento foi feito pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri/ Cepa) e está disponível no boletim agropecuário de outubro.

A China foi o principal destino de importação da carne catarinense entre os meses de janeiro e setembro, seguida de Hong Kong, Chile, Argentina e Rússia. Os países foram responsáveis por 76,56% das receitas e 73,84% da quantidade embarcada, segundo dados do boletim.

Fonte: G1