Chapecó | 10.12.2016 | 11h58 Polícia

SÃO CARLOS - Nora é condenada por torturar a sogra

Além de agressões verbais, vítima era agredida fisicamente pela esposa do filho dela


Uma mulher foi condenada há dois anos e quatro meses de prisão, em regime inicialmente fechado, por torturar a sogra, durante 11 meses, em São Carlos/SC.

A vítima que, na época do crime (2011), possuía 85 anos, foi mal tratada por quase um ano. De acordo com as investigações, a acusação aponta que a nora, que morava com o esposo, filho da vítima, na residência da mulher, ofendia verbalmente a idosa e, além disso, lhe agredia com tapas e, em uma oportunidade, derramou água sobre o ouvido dela.

Conforme o TJ, o casal ficaria, futuramente, com os bens da mulher, por haver cuidado dela. O neto da vítima, ao fazer uma visita familiar, ficou perplexo ao perceber o crime. Ele ainda teria solicitado a presença de um médico para atendê-la. Ele descreveu que a idosa só conseguia resmungar, não tinha força muscular nem para abrir os olhos e apresentava desnutrição aguda.

Salete Silva Sommariva, relatora da matéria, concluiu que as torturas ficaram comprovadas. "Conclui-se que a manutenção da condenação é medida que se impõe, pois os depoimentos são claros no sentido de que a acusada, na qualidade de quem era responsável pelos cuidados da idosa, impingiu-lhe grave sofrimento psicológico e físico".

Fonte: ROBERTO LORENZON

1