Chapecó | 14.03.2019 | 18h58 Meio Ambiente

Reunião discute proibição de canudos plásticos em Chapecó

A proibição de canudos plásticos em Chapecó, foi tema de Reunião de Trabalho realizada nesta quinta-feira (14), no plenário da Câmara de Vereadores de Chapecó. O encontro foi motivado, através de requerimento de autoria da vereadora Marcilei Vignatti, que coordenou a reunião. O assunto foi debatido com representantes da Prefeitura de Chapecó, Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares, universidades, ONG Verde Vida e Empresa Tucano.

A vereadora Marcilei já protocolou o projeto de lei, mas antes de ser discutido e votado em plenário, a ideia é promover encontros para que representantes de entidades tenham a oportunidade de fazer sugestões. O texto do projeto “proíbe a utilização de canudos de plástico, exceto os biodegradáveis, em restaurantes, bares, quiosques, ambulantes, hotéis e similares autorizados pela prefeitura a usarem e fornecerem canudos de papel biodegradável e/ou reciclável individual e hermeticamente embalados com material semelhante e dá outras providências”.

O projeto ainda em prevê, em caso de descumprimento dos estabelecimentos comerciais, autuação, advertência, intimação e multa. “Todos esses artigos previstos no texto da lei foram debatidos na reunião de trabalho, que serviu para incrementar ou eliminar alguns pontos que não são interessantes neste momento”, destacou a vereadora.

Os representantes sugeriram prazos para adequação da lei, que sejam definidos os valores de multa em caso de descumprimento e mudanças pontuais no texto. “Vamos continuar fazer reuniões com entidades para que as alterações sejam feitas antes de encaminhar para discussão e votação”, explicou a vereadora.

No Brasil, já são cerca de 40 cidades que proibiram o uso deste item. Um canudo é usado em média só por quatro minutos, não é reciclável e demora até 200 anos para se decompor no ambiente.

Foto: Reprodução

Fonte: Câmara de Vereadores de Chapecó