Blumenau | 24.06.2019 | 16h21 Saúde

Primeira cirurgia robótica de Santa Catarina é feita em Blumenau

A primeira cirurgia robótica de Santa Catarina ocorreu na manhã deste sábado (22), em Blumenau. Larissa Maria de Alencar Fernandes, 32 anos, foi quem estreou o procedimento. Antes, era preciso recorrer a outros Estados do Brasil, principalmente São Paulo, para ter acesso à tecnologia.

Larissa foi diagnosticada com endometriose e aguardou o chegada do robô-cirurgião a Blumenau para marcar a cirurgia. O trabalho começou por volta das 8h, no Hospital Santa Isabel, e terminou próximo ao meio-dia.

O procedimento foi liderado por Pedro de Abreu Trauczynski, chefe do Serviço de Cirurgia Robótica do Hospital Santa Isabel, que avaliou a cirurgia de aproximadamente quatro horas como um sucesso.

- A vantagem é a precisão, a visão 3D, menor sangramento, além da preservação dos nervos e vasos, que não se pode lesionar. É mais segurança para o paciente - pontou o médico ao fim da cirurgia.

Diferente de um procedimento convencional, quando a alta da paciente pode ocorrer , em média, após quatro dias da data da cirurgia, Larissa deve ser liberada já no domingo.

Apesar de moderno, o robô não substitui a presença do médico, que comanda a cirurgia por meio de controles com rotação em 360 graus. Ele é indicado para procedimentos com maior complexidade e em regiões de difícil acesso, como o caso da endometriose.

Da Vinci Si, como é chamado, foi apresentado à imprensa de Blumenau no dia 10 de junho. Desde então passava por instalação para entrar em funcionamento.

Fonte: NSC total