Abelardo Luz | 06.05.2019 | 15h40 Justiça

Policial civil e ex-vereador é transferido para Presídio Regional de Chapecó

O policial civil e ex-vereador no município de Abelardo Luz, Lucas Sernajoto, foi transferido para uma cela especial no Presídio Regional de Chapecó na última semana. Expedida pela Justiça, a ordem foi cumprida na quinta-feira, dia 3. Desde o dia 19 de abril, quando foi preso, ele estava detido em uma cela na Delegacia Regional de Polícia Civil de Xanxerê.

Lucas renunciou ao cargo de vereador no dia 26 de abril. Ele foi preso preventivamente no dia 19 de abril após capotar uma viatura da Polícia Civil no interior de Abelardo Luz. Segundo o Ministério Público (MP), antes de capotar o carro, o policial e vereador teria, junto com um amigo, ido até o interior da cidade e ameaçado a ex-mulher desse amigo. Ainda conforme o MP, tiros desferidos com armas da Polícia Civil teriam sido disparados no local. Ninguém se feriu.

O homem que estava com Lucas também teve a prisão preventiva decretada. Em entrevista ao Jornal do Almoço, o promotor responsável pelo caso, Christopher Danielski, afirmou que pediu a prisão preventiva de ambos por entender que poderiam oferecer risco de ameaça às testemunhas. Além disso, segundo o promotor, o policial e o amigo também estariam bêbados.

O delegado responsável pelo caso, Carlos Augusto de Andrade Morbini, que também é diretor da Polícia de Fronteira, disse que Sernajoto negou a ingestão de bebida alcoólica e disse que os tiros foram dados para cima.

“Um inquérito policial foi instaurado e, conjuntamente com o poder Judiciário e o Ministério Público local, faremos todo esforço possível para que as circunstâncias do fato estejam no inquérito policial que, no mais curto espaço de tempo, será remetido ao poder Judiciário de Abelardo Luz”, explicou.

Foto: Redes Sociais

Fonte: OESTE MAIS