Balneário Camboriú | 05.06.2019 | 13h02 Justiça

Policiais que fizeram “participação especial” em casamento de vereadora estavam em horário de serviço

Pelo menos dois, dos quatro policiais que participaram do casamento da vereadora Juliethe Nitz, de Balneário Camboriú, com o lutador de MMA Juliano Ninja, no fim de semana, estavam de plantão no momento da cerimônia. A informação foi confirmada pela PM à NSC TV. Eles estão lotados no Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Tijucas, e se deslocaram até a cerimônia de casamento, que ocorreu em Itapema, usando a viatura da corporação.

Fotos e um vídeo, divulgados nas redes sociais, mostram os policiais como “pajens” do noivo, usando fardas de serviço e fuzis. Em nota, a vereadora afirmou que quis homenagear a corporação com a participação especial dos policiais do PPT em seu casamento.

Nesta terça-feira, em entrevista à repórter Patrícia Silveira, da NSC TV, o comandante da 3ª Região da Polícia Militar, coronel Moisés Garcia Junqueira, disse que, se comprovada irregularidade, os policiais podem ser punidos com advertência ou prisão. O Comando Geral da PM determinou que fosse instaurado um procedimento, junto à Corregedoria, para apurar o comportamento dos policiais.

- A princípio, se trata de conduta irregular. Um policial de folga a princípio pode, com determinados fardamentos, ir a um casamento. Mas de serviço, com viatura e armamento, não estaria de acordo – afirmou o coronel.

O comandante da Companhia da PM em Tijucas, major Éder Oliveira, disse por telefone que não vai comentar o caso, e nem os policiais que aparecem nas filmagens e fotos do casamento.

Leia a nota emitida pela vereadora:

"Tenho enorme apreço pela corporação da Policia Militar, que a 184 anos prestam excelente trabalho ao Estado de Santa Catarina e a minha querida cidade de Balneário Camboriú. Assim como a instituição participa de vários eventos públicos ou não, mas sempre com o intuito de uma aproximação com a sociedade, fiz questão da presença de representantes dessa tão grandiosa instituição nesse momento singular das nossa vidas, para prestar uma homenagem a corporação e conscientizar que a polícia, além de cidadã, estão sempre presentes e protegendo" .

Fonte: NSC total