Chapecó | 06.08.2018 | 10h46 Polícia

Polícia encontra galpão utilizado para rinha de galo no interior de Chapecó

Policiais Militares atuaram em apoio a colegas da Polícia Militar Ambiental, para auxiliar em ocorrência que seria de rinha de galo na Linha Alto Camboim, divisa com Nova Itaberaba em Chapecó. Chegando ao local por volta das 20h40 de sábado (04), foi feito contato com o proprietário da casa, um homem de 65 anos, o qual foi indagado sobre a existência de rinha de galo em sua propriedade, ele negou e inclusive autorizou uma vistoria do local para comprovação.

Em um galpão nas proximidades da residência foi encontrado o local onde seriam realizados as rinhas, não tendo como negar a existência do local, o homem afirmou que as rinhas eram organizadas pelos seus filhos que o ele não teria nada a ver com o fato.

Durante as buscas, foram localizados cerca de 80 cartuchos deflagrados de calibre 32 e, ao ser indagado sobre a existência de armas de fogo na residência, ele afirmou que possuía algumas armas e que todas teriam registro, sendo que uma estaria em nome dele e outras três em nome do filho e todas estariam guardadas em sua residência.

Os policiais então foram até a casa em conversando com os filhos, de 27 e 31 anos, eles apresentaram as armas, bem como os registros das que possuíam. Um revólver calibre .38 e uma espingarda calibre 32 estavam com registro vencido, enquanto uma espingarda calibre 40, apesar de numeração aparente, estava sem registro. Também foi localizada uma espingarda calibre 22 com o devido registro em dia, porém, estava alterada com um silenciador artesanal, acessório que é proibido.

Diante dos problemas apresentados com as armas de fogo e documentação vencida, todos foram encaminhados para Central de Plantão Policial (CPP) de Chapecó, para esclarecimentos e procedimentos cabíveis

Se não fosse a verificação da rinha de galo, não teriam sido descobertas as armas com irregularidades.


Fonte: POLÍCIA MILITAR