Rio do Sul | 26.06.2019 | 19h59 Polícia

Polícia Civil investiga esquema de propina na compra de medicamentos em Rio do Sul

A Polícia Civil investiga um esquema de compra de medicamentos mediante propina na Secretaria de Saúde de Rio do Sul, no Vale do Itajaí. De acordo com as investigações, são suspeitos um ex-servidor do órgão público, que foi exonerado em 2018, e três empresários.

Nesta quarta-feira (26), foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Rio do Sul, Orleans e Tubarão. Segundo o delegado Thiago Cardoso Silva, foram apreendidos computadores e celulares dos suspeitos, nas casas e empresas.

Ainda segundo o delegado, os quatro já compareceram à delegacia e ainda não houve indiciamento. No entanto, por não colaborarem com a investigação, a Polícia Civil solicitou a busca e apreensão.

"A investigação começou em julho de 2018. O inquérito já tem 1 mil páginas e vamos analisar agora as informações coletadas", disse o delegado.

De acordo com a Polícia Civil, o ex-funcionário, que atuava na área de compras de materiais, pedia grandes levas de compras com empresas licitadas em troca de propina. Ainda segundo as investigações, os empresários depositariam os valores em contas de terceiro.

O esquema investigado ocorreu entre abril e novembro de 2018. A reportagem tentou, sem sucesso, contato com a prefeitura para informações sobre a exoneração do servidor.

Fonte: G1 Santa Catarina