Criciúma | 01.04.2020 | 12h09 Polícia

PM morre após ser baleado durante cumprimento de mandado de prisão em SC

Morreu na madrugada desta quarta-feira (1º) o policial militar baleado durante um cumprimento de mandado de prisão em Criciúma, no Sul catarinense. João Batista Figueira Ribeiro levou dois tiros na cabeça durante a ação, realizada no bairro Renascer, na tarde desta terça (31).

Na abordagem, outro policial também foi atingido e segue no hospital, sem risco de morte. Conforme a Polícia Militar, o homem que efetuou os disparos foi identificado como Fabiano de Oliveira Dozol. Ele conseguiu fugir para uma área de mata e não tinha sido encontrado até o começo da manhã desta quarta.

O policial militar João Batista Figueira Ribeiro tinha 41 anos e atuava no 9º Batalhão da Polícia Militar de Criciúma. Ele morreu por volta das 3h, no Hospital São José, na mesma cidade.

A morte foi confirmada pelo comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, o coronel Araújo Gomes, que lamentou a perda pelas redes sociais.

“Meus sentimentos. Não tenho palavras para descrever a tristeza imensa com a perda do nosso guerreiro. Neste momento de dor, nos resta a serenidade diante do que não pode ser mudado, a saudade de um companheiro querido, a admiração por um herói tombado em combate, o suporte à família que sofre e a busca pela justiça’’, escreveu o comandante.

João Batista Figueira Ribeiro era casado e tinha dois filhos, um menino de 5 anos e uma jovem de 18 anos de idade. Natural de Criciúma, ele atuava na Polícia Militar há 17 anos.

Desde a tarde de terça, a polícia segue em buscas pelo homem apontado como autor dos disparos. A suspeita é que ele tenha fugido com a ajuda de outras pessoas. Barreiras foram montadas com o auxílio da Polícia Rodoviária Federal na região de Criciúma. As buscas também contam com apoio de equipes do Bope e do Serviço Aeropolicial (Saer).

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

CLIQUE AQUI E SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE