Chapecó | 10.01.2018 | 08h37 Polícia

Pescador encontra corpo de servidora dentro de saco jogado em rio

Cerca de 48 horas após desaparecimento, o corpo da servidora pública Rosineide Maria de Souza, 45, foi encontrado na tarde desta terça-feira (9) por um pescador no Rio Vermelho, na Gleba Dom Bosco, próximo a uma aldeia indígena em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá).

Rosineide era merendeira e desapareceu no domingo (7) depois de ir à igreja que frequentava na Paróquia São José, onde foi vista pela última vez. Ela saiu de casa em sua moto, uma Honda Titan Vermelha, sem levar celular e documentos. A família procurou a polícia nesta segunda.

O pescador encontrou o corpo enrolado em um saco plástico, aparentemente sem lesões. Ele levou o cadáver até as margens do rio e chamou a Polícia Civil que foi até o local junto à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

O corpo de foi reconhecido por familiares da vítima.

Horas antes do corpo de Rosineide ter sido encontrado, o Gazeta Digital falou com a filha da merendeira, que morava com outros filhos e uma neta. Desesperada por informações que levassem ao paradeiro da mãe, ela estava atrás de imagens de câmeras de segurança que pudessem revelar o caminho que a mulher tomou ao sair da igreja.

De acordo com a família, a suspeita sobre o sumiço da mulher recai sobre o ex-companheiro com quem teve um relacionamento de 4 anos e o atual, com quem está há alguns meses.

"A minhã mãe já estava separada há uns meses do ex-marido. Mas ele fazia amaeças porque não aceitava o término da relação e também por ciúmes. Ele descobriu há poucos dias que ela estava em outro relacionamento. Não estamos acusando, mas temos motivos para suspeitar", disse a filha.

A investigação deve continuar sob responsabilidade da Polícia Civil.

Fonte: GAZETA DIGITAL