Chapecó | 11.01.2018 | 17h22 Geral

Palmas tem mais de 180 raios por hora durante temporal

A incidência foi medida das 17h desta quarta-feira (10) até as 6h da manhã desta quinta-feira (11). A estimativa é do meteorologista Luiz Cabral que usou dados de satélites.

Palmas teve mais de 180 descargas atmosféricas por hora durante temporal. A incidência foi medida das 17h desta quarta-feira (10) até as 6h da manhã desta quinta-feira (11). A estimativa é do meteorologista da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) Luiz Cabral, que usou dados de satélites e da rede de detecção de longa distância Sferics Timing And Ranging Network (Starnet) para fazer a análise.

Segundo Cabral, a incidência de raios no estado ficou concentrada na região central e no Jalapão. No Tocantins, o registro foi de quase 800 mil raios nos primeiros nove dias de 2018. A informação é do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Entre 1º e 9 de janeiro foram 785.860 raios no estado. Duas pessoas morreram atingidas por descargas atmosféricas.

Prevenção
Por isso a Defesa Civil de Palmas recomenda que população tome alguns cuidados para evitar acidentes com raios.

A engenheira ambiental e engenheira do trabalho Flávia Lustosa, reforça que sempre há risco em chuvas com descargas elétricas, mas também podem ocorrer mesmo na ausência da tempestade, quando o céu está nublado.

“Para quem estiver em casa, a recomendação é não sair, permanecer longe de portas e janelas e usar o telefone somente em uma emergência. Caso esteja fora de casa, a principal recomendação é busque refúgio no interior de edifícios. Em caso de inexistência de abrigo próximo, é preciso manter-se longe de árvores isoladas e fora da água durante tempestades.”

Também é preciso evitar usar equipamentos ou objetos metálicos ou energizados e, se estiver dirigindo, permanecer dentro do veículo até o fim da tempestade.

“A estrutura dos veículos oferece boa proteção contra raios pois a eletricidade do raio se espalha por sua superfície externa que, através dos pneus, é descarregada para o solo sem provocar dano a quem está dentro”, diz o superintendente da Defesa Civil Municipal, Iranilto Sales.

Mortes no estado
O caso mais recente foi na zona rural de Araguatins, no norte do Tocantins. A estudante Cleidiane Lima Rodrigues, de 14 anos, foi atingida enquanto estava na área de casa. Amigos da família disseram que o raio atingiu a fiação antes de chegar na adolescente, que morreu na hora. Outras duas pessoas ficaram feridas.

No dia 2 de janeiro a dona de casa Maria Edileusa Campos Ferreira, de 52 anos, também morreu ao ser atingida por um raio. O caso foi debaixo de uma árvore na zona rural de Pau D'arco, no norte do Tocantins. O acidente também deixou a filha dela de 16 anos e duas sobrinhas feridas. A filha contou que eles perceberam o tempo fechando e se preparavam para deixar o local quando o raio caiu na árvore.

Fonte: G1