Faxinal dos Guedes | 18.02.2020 | 15h05 Polícia

Pai denuncia caso de possível abuso sexual contra criança em escola do Oeste

Os pais de um menino de quatro anos, procuraram a reportagem do Lance Notícias para expor um caso de possível abuso sexual registrado dentro de uma escola do município de Faxinal dos Guedes. Para preservar a identidade da criança, o nome dos envolvidos não serão divulgados.

Segundo relato do pai, o fato teria acontecido na sexta-feira (14).
– O meu filho foi no banheiro e encontrou alguns homens que estavam fazendo uma reforma na escola. Na madrugada de sábado o nosso filho comentou que os homens o trancaram no banheiro, mexeram em seu pênis e colocaram na boca. Nós registramos Boletim de Ocorrência chamamos o Conselho Tutelar, levamos ele no hospital e na segunda-feira (17) ele fez o exame no IGP e não foi constatado penetração. Mas, ele tinha uma lesão na boca que pode ter sido em decorrência do ato. Depois, segundo relato do nosso filho, o homem ainda o jogou na parede e ameaçou para que ele não contasse. Como nós conhecemos o nosso filho, percebemos que algo não estava certo. Queremos tornar isso público porque o pessoal continua trabalhando na escola e não sabemos se mais crianças estão passando por isso, mas nosso filho passou. Ele contou para a polícia, para a conselheira tutelar e eles estão investigando – detalha o pai.

Desde o acontecido, o menino não está indo na escola e agora os pais estão em busca de apoio psicológico.

– Fizemos Boletim de Ocorrência, já fomos no IGP, buscamos apoio psicológico para ele e para nós. Essa semana ele não foi para a escola. Nós fomos falar com os responsáveis da escola para saber se não tem filmagem e não obtemos nenhuma resposta. Pelo contrário, ainda registraram um B.O. contra mim alegando que eu ameacei pessoas dentro da escola, o que não é verdade, eu quero uma solução e por isso estou tornando o caso público – finaliza o pai.

Por meio de assessoria de imprensa, a Secretaria de Educação informou o seguinte:

“A Secretaria da Educação está colaborando com a polícia e já repassou todas as informações necessárias às autoridades competentes. O caso está sendo tratado sob sigilo. De antemão informamos que ninguém, a não ser os estudantes e servidores, tem acesso aos ambientes internos da escola, sendo proibida a entrada para qualquer pessoa não autorizada”.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

CLIQUE AQUI E SIGA O PORTAL ACONTECEU NO INSTAGRAM

Fonte: Lance Notícias