Chapecó | 09.07.2019 | 16h40 Geral

“Operação Olhos de Anjo” realiza 51 abordagens

As temperaturas foram baixas nos últimos dias e por isso, pensando em ajudar as pessoas em situação de rua ou vulnerabilidade e risco, a Administração Municipal de Chapecó lançou a “Operação Olhos de Anjo”. Durante esses dias, as equipes do Resgate Social, serviço oferecido pela Prefeitura de Chapecó, por meio da Secretaria de Assistência Social, estiveram de plantão, 24 horas, para atender aqueles que necessitaram.

Nos últimos 05 dias, o Resgate Social realizou 51 abordagens. As pessoas que aceitaram receber auxílio foram encaminhadas a Casa de Passagem onde tiverem abrigo, alimentação e roupas. Já as pessoas em situação de rua que se negaram a ser acolhidas, foi utilizada a redução de danos, com entrega de cobertores, café e alimentos. Além disso, o espaço físico da Central de Resgate estava com entrega de roupas, café e alimentos para pessoas em situação de rua que ali procuram auxilio.

Na Casa de Passagem, foram atendidas todas as pessoas em situação de rua. O serviço atendia em média 20 pessoas em situação de rua e atingiu nos últimos dias 32 abrigados. Além disso, muitos parceiros ofereceram auxilio nestes dias.

Saiba mais

O Resgate Social está localizado na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 562 – D e as equipes estão de plantão e podem ser acionadas pelo telefone (49) 3319-1201. Elas estarão preparadas para acolher as pessoas e atender da maneira que cada um necessitar. Roupas, alimentos e bebidas quentes estarão disponíveis, além de um espaço com colchões e cobertores para quem precisar de abrigo. A Casa de Passagem, situada na Rua Marquês de Olinda, no bairro São Cristóvão também está preparada e com reforço de colchões e cobertores para atender os chapecoenses.

A Central de Resgate Social é destinada às pessoas que utilizam as ruas como espaço de moradia ou sobrevivência. Tem a finalidade de dar encaminhamentos para rede socioassistencial e demais políticas públicas e órgão de defesa de direitos, de modo a contribuir para a inserção social, acesso a direitos e proteção social das pessoas em situação de rua.

A forma de acesso dos usuários ao Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua, Resgate Social, poderá ser feito por meio de: demanda espontânea, encaminhamentos realizados pelo Serviço Especializado em Abordagem Social, outros serviços, programas ou projetos da rede socioassistencial, das demais políticas públicas setoriais ou órgãos de defesa de direitos da localidade.

A Central realiza em média 250 atendimentos por mês. Os atendidos pela Central de Resgate Social, dependendo de sua necessidade e situação social, podem recebem roupas, calçados, kit de higiene, passagens, auxílio funeral, para pessoas e/ou famílias que vivem em situação de extrema pobreza.

Fonte: PREFEITURA DE CHAPECÓ