Pinhalzinho | 06.04.2018 | 16h15 Meio Ambiente

Nova subestação inicia operação e reforça transmissão de energia no Oeste Catarinense

O Oeste de Santa Catarina ganhou um importante reforço na transmissão de energia, contribuindo para a expansão econômica da região. Com investimento de R$ 85 milhões, uma nova subestação no município de Pinhalzinho proporciona ainda mais confiabilidade ao sistema elétrico.

Na SE Pinhalzinho 2, a energia que chega em tensão de 230 mil volts (kV) é rebaixada para 138kV e entregue à distribuidora Celesc. A subestação é interligada à Foz do Chapecó de propriedade da Eletrosul, na divisa com o Rio Grande do Sul, por uma linha de transmissão de 230 kV e 36 quilômetros de extensão.

Implantada pela Fronteira Oeste Transmissora de Energia S.A. (FOTE) – empresa constituída pela Eletrosul (51%) e Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica - CEEE-GT (49%), a Subestação Pinhalzinho 2 entrou em operação no final do mês de fevereiro.

Novos investimentos

Além da SE Pinhalzinho 2 e da SE Santa Maria 3, no Rio Grande do Sul, que se encontra em operação comercial desde 2016, outros empreendimentos também integram o Lote I Aneel 07/2013. O segundo circuito da LT Santo Ângelo - Maçambará, em 230 kV, com aproximadamente 200 quilômetros de extensão e o segundo circuito da LT Foz do Chapecó - Pinhalzinho 2, com cerca de 36 quilômetros, estão com previsão de operação para 2019, em maio e outubro, respectivamente. O investimento total estimado para os empreendimentos do Lote I são da ordem de R$ 250 milhões.

*FOTOS: Divulgação FOTE

Fonte: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO