Concórdia | 11.04.2019 | 14h00 Justiça

Mulher vai a júri popular por assassinato de irmã que engravidou do marido dela em Concórdia

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) divulgou nesta quarta-feira (10) que uma mulher vai a júri popular pela morte da irmã em Concórdia, no Oeste catarinense. O filho dela, um adolescente de 17 anos, deve seguir cumprindo medida socioeducativa pela co-participação no crime.

Conforme o TJSC, o crime ocorreu em 18 de abril de 2018 e tramita em segredo de justiça. A motivação seria o relacionamento da vítima com o marido mulher, pai do menor de idade, conforme a investigação policial. Inclusive, a irmã teria engravidado e tido um filho com o cunhado.

De acordo com a denúncia do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) divulgada pelo TJSC, mãe e filho deram carona à vítima e a amarraram. A mulher seria responsável por dar dois disparos contra a irmã. O corpo da mulher foi encontrado dois dias após o crime, em uma zona rural do município.

A polícia caracterizou o crime como passional e afirma, conforme o TJSC, que "com o nascimento da criança, as relações familiares, já deterioradas, tornaram-se caóticas".

A data do julgamento ainda não foi divulgada, mas o recurso contra a sentença de pronúncia foi rejeitado. Já a decisão de manter a medida socioeducativa ao adolescente, por ato infracional análogo aos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver, foi tomada pela 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça.

Foto: Reprodução/NSC TV

Fonte: G1