Seara | 22.10.2019 | 09h02 Agronegócio

Ministério da Agricultura publica normativa que permite retomada do Projeto Recolhe em Seara e região

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Correa da Costa, assinou a Instrução Normativa Nº 48, com data de 17 de outubro de 2019, que estabelece as regras sobre o recolhimento, transporte, processamento e destinação de animais mortos e resíduos da produção pecuária como alternativa para a sua eliminação nos estabelecimentos rurais.

A Normativa atende reivindicação das organizações envolvidas no Projeto Recolhe implantado na região Oeste de Santa Catarina. Desde o começo de maio, a CBRASA, empresa de Seara que processava as carcaças de animais mortos nas propriedades rurais, havia suspendido as operações por falta desta regulamentação.

A Instrução Normativa Nº 48 estabelece que os produtos gerados no processo de transformação podem ser utilizados como insumos na indústria química, energética, de adubo, biodiesel, higiene e limpeza.

O produto final não pode ser destinado, no País, para a alimentação humana ou animal. A novidade é que a medida do Ministério da Agricultura autoriza a exportação do produto final “desde que atendidas as exigências estabelecidas pelo país de destino”.

O empresário Edson Argenton, do Conselho da CBRASA, disse a Belos FM no começo desta tarde de sexta-feira (18) que a equipe técnica vai analisar a Normativa e a partir dai serão definidos os próximos caminhos.

Fonte: RÁDIO BELOS FM