Chapecó | 25.05.2020 | 16h35 Justiça

Mentor de assassinato de idosos em Novo Horizonte é condenado a mais de 54 anos de prisão

Um dos principais acusados da morte do casal de idosos Honorino Pastre, de 85 anos, e a esposa Brandina Iolanda Echer Pastre, de 81 anos, moradores de Novo Horizonte, foi condenado na última semana a mais de 54 anos de prisão.

Ians Brum Kurek, de 22 anos, foi apontado pela polícia como sendo o principal mentor do crime e foi capturado em Florianópolis em Janeiro deste ano. Ele está preso na Penitenciaria Regional de Xanxerê, onde definitivamente passa a cumprir a pena imposta pela justiça

O Crime
Na madrugada do dia 12 de Julho de 2018, a policia militar de Chapecó, surpreendeu alguns elementos que estavam em um veículo Toyota Corola, com placas de Novo Horizonte. No mesmo estava um cofre e com um dos elementos, cerca de R$ 3 mil e uma pistola calibre 9 milímetros, arma restrita do exército.

A polícia comunicou o fato a PM de São Lourenço do Oeste, que foi até a casa do proprietário do veículo e encontrou o casal de idosos amarados com as próprias roupas e mortos por asfixia.

A acusação
Segundo as investigações, o casal de idosos foi surpreendido em sua residência por múltiplos criminosos, que invadiram o local e, para subtrair bens materiais pertencentes às vítimas, acabaram por assassinar ambas mediante asfixia.

O fato constitui um dos mais revoltantes crimes praticados na região Oeste, haja vista que as duas vítimas já eram pessoas idosas e estavam sozinhas no local no momento do delito.

Todos os envolvidos foram acusados e condenados pelo crime de latrocínio, que, além de hediondo, trata-se de um dos mais graves crimes da legislação penal brasileira.

Julgados
Dos cinco indivíduos que participaram do crime, quatro já haviam sido julgados. Dois menores de idade, foram condenados a três anos, com privação da pena de liberdade.

Um dos maiores foi condenado a 53 anos e o outro a mais de 60 anos de prisão em regime fechado.

O condenado chegou a residir por alguns meses em frente a casa das vítimas e pelas informações um parente, trabalhava na casa das vítimas.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

Fonte: CAMPOERE.COM