São Lourenço do Oeste | 15.11.2019 | 11h33 Justiça

Homem que mentiu ser agredido por policias é condenado a prisão em São Lourenço do Oeste

O Poder Judiciário condenou um homem identificado como W.R. de 24 anos, pelo crime de denunciação caluniosa contra policiais civis de São Lourenço do Oeste. A ação foi divulgada pela Polícia Civil à imprensa nesta quinta-feira (14).

Segundo a Polícia Civil, o homem foi denunciado pelo Ministério Público por relatar, falsamente, que três Policiais Civis de 35, 50 e 33 anos, atiraram em sua direção na tentativa de capturá-lo, no dia 16 de outubro de 2016. O homem contou que os mesmos policiais teriam agredido e xingado seus familiares, além de lhe ameaçar.

Foi aberta uma sindicância pela Corregedoria Geral da Polícia Civil e um inquérito policial por disparo de arma de fogo, abuso de autoridade e ameaça. O que se provou, explica a polícia, foi que os policiais são inocentes, já que os mesmos não participaram da ocorrência que envolveu o homem.

O Poder Judiciário ponderou que "(...) de uma forma ou de outra, não se pode admitir que o acusado se valha do exercício de seu direito de autodefesa com o escopo de praticar uma espécie de vingança contra pessoa contra a qual possua desavença, é dizer, que esteja totalmente desvinculada da dinâmica dos fatos, o que, sem dúvida, extrapola a margem do exercício de seu direito", além do que "não pode servir a audiência de custódia como carta de alforria para permitir que, no seu âmbito, o imputado fale o que bem entende sem sofrer qualquer consequência jurídica por isso".

O réu, que possuí três condenações transitadas em julgado, foi condenado a pena de 3 anos e 4 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado.

Fonte: MINUTTA.COM.BR

15e11a4a 4455 4393 a049 85814d81c1bb