Pinhalzinho | 31.10.2019 | 20h20 Polícia

Homem é indiciado por estupro de vulnerável em Pinhalzinho

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Pinhalzinho, concluiu um inquérito que apurou o crime de estupro de vulnerável ocorrido em abril no Loteamento Boa Vista.

De acordo com a investigação, o indiciado, um homem de 56 anos, em algumas oportunidades no início do ano, praticou diversos atos libidinosos contra uma menina de 11 anos. O agressor, que é padrasto da mãe da menina, se aproveitava de oportunidades em que a criança estava sozinha em casa e ia até a residência dela. Ele então passava a mão em várias partes do corpo da vítima e ainda oferecia dinheiro para praticar os atos sexuais com a menor, que conseguia fugir.

O autor foi indiciado pelo crime do art. 217-A do Código Penal. Se for condenado, estará sujeito a uma pena de reclusão, de 8 a 15 anos. O homem está proibido de se aproximar da vítima por determinação judicial desde abril.

A Polícia Civil explica que o crime de estupro de vulnerável ocorre quando o agressor pratica qualquer ato de cunho sexual, como passar a mão pelo corpo da vítima, contra pessoa menor de 14 anos, independentemente de ameaça ou violência.

Qualquer pessoa que tiver conhecimento de algum abuso ou violência que tenha sido praticado contra qualquer pessoa pode ir até a Delegacia e fazer a denúncia ou discar 181.

Fonte: Portal Aconteceu, com informações Polícia Civil

D7f7aef8 0c5a 4ca9 b690 ba2d0f5f7e15