Chapecó | 11.01.2018 | 16h40 Geral

Guarda-sol não protege contra raios UV e ainda aumenta risco de queimadura

Se você é o tipo de pessoa que já fica vermelha tomando qualquer solzinho, muito provavelmente sai pouco da sombra do guarda-sol quando está na praia. Afinal, o objeto funciona como uma barreira de proteção e impede que os raios solares entrem diretamente em contato com a pele, certo? Parece que não é bem assim.

O estudo "Sun Protection by Umbrellas and Walls", publicado pela revista Photochemical & Photobiological Sciences, diz que, além do guarda-sol não ser eficiente para proteger contra raios UV, a falsa sensação de proteção pode aumentar o risco de queimaduras, pois quando alguém está descansando à sombra do guarda-sol sente menos calor, o que não significa que a radiação não está lá.

De acordo com os pesquisadores, a quantidade de proteção FPS que você recebe depois de se refugiar sob um grande guarda-sol é de, no melhor dos casos, FPS 7. Apenas para registro, a Sociedade Brasileira de Dermatologia orienta que as pessoas usem ao menos FPS 30.

Claudia Marçal, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, compara o ato de ir à praia ao de entrar em uma cama de bronzeamento gigante. "A radiação não vem apenas na exposição direta ao sol, pois a areia e a água também refletem o UVA e UVB, que estão associados ao envelhecimento precoce e podem gerar câncer de pele."

Entenda a pesquisa
No estudo, foram avaliados vários fatores com relação à cobertura do guarda-sol: o tamanho, propriedades de transmissão UV (ou seja, a quantidade de luz que o tecido realmente permite passar), hora do dia e localização do sol (que afetam o total de radiação UV total dispersa), posição das pessoas sob o guarda-sol, sua orientação e os ângulos de proteção. A quantidade de reflexão da areia também foi avaliada.

A dermatologista ressalta que a pesquisa serve como um reforço para a importância do uso do filtro solar, aliado a chapéus e roupas com FPS. A reaplicação do protetor também deve ser feita a cada duas horas quando você estiver diretamente exposto ao sol.

Fonte: UOL