Florianópolis | 29.12.2018 | 18h57 Educação

Governador eleito anuncia Natalino Uggioni na Secretaria de Estado da Educação

O governador eleito Moisés anunciou nesta sexta-feira, 28, o nome que faltava para completar o secretariado do primeiro escalão do Governo. Natalino Uggioni vai assumir a Secretaria de Estado da Educação. Com perfil inovador e tecnológico, um dos principais desafios da pasta será tornar o ambiente escolar um espaço cada vez mais atrativo para os jovens estudantes catarinenses. Moisés destaca que o trabalho deverá ser conduzido em parceria com servidores de carreira, construindo a ponte entre o ensino básico e o profissionalizante.

O novo secretário

Natalino Uggioni possui graduação em Ciências pela Universidade do Sul de Santa Catarina e mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atuou como superintendente do Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina, focando principalmente nos seguintes temas: gerenciamento de estágios, elaboração e gerenciamento de projetos de inovação, consultoria em sistemas de gestão da inovação e melhoria da competitividade industrial; atualmente, é consultor autônomo.

Secretariado completo

Com o anúncio de Natalino Uggioni na Educação, o governador eleito completa o quadro de secretários setoriais. A equipe de Moisés tem ainda os seguintes nomes:

- Administração, Jorge Eduardo Tasca;
- Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Lima;
- Agricultura e Pesca, Ricardo de Gouvêa;
- Casa Civil, Douglas Borba;
- Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo, Lucas Esmeraldino.
- Desenvolvimento Social, Maria Elisa da Silveira de Caro;
- Secretaria de Estado da Fazenda, Paulo Eli;
- Infraestrutra e Mobilidade, Carlos Hassler;
- Secretaria de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino;
- Colegiado da Segurança Pública: Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior (PM), João Valério Borges (CBMSC), Giovani Adriano (IGP) e Paulo Koerich (PCSC);

Conforme projeto de reforma administrativa proposto pelo futuro Governo, Comunicação, Articulação Nacional e Defesa Civil passarão a ser secretarias executivas. As duas primeiras vinculadas à Casa Civil e a Defesa Civil, ao gabinete do governador. O projeto prevê ainda a criação da secretaria de Governança, Integridade e Transparência.

Fonte: SC.GOV.