Vargeão | 13.08.2019 | 12h02 Geral

Gatos e cachorro são mortos por envenenamento em Vargeão

Ao menos seis animais foram mortos por envenenamento na última semana no município de Vargeão. Os crimes foram praticados no bairro Bela Vista, entre quinta-feira, dia 8, e sábado, dia 10.

A dona de dois gatos que foram envenenados, Jucenilse Strapazzon, informou ao Oeste Mais que deixava seus animais presos em um gatil e que soltava os bichinhos duas horas por dia para que pudessem pegar sol. O crime teria ocorrido entre essas solturas, no período da tarde.

"Eles não iam muito longe e, quando voltaram para casa, já estavam convulsionando. Quem fez isso pode estar muito perto ou jogado o veneno no pátio das casas particulares", lamenta Jucenilse.

Ainda conforme a dona, os dois gatos foram levados até uma clínica onde acabaram medicados, mas não foi possível salvar os animais. A médica veterinária que atendeu os gatos confirmou que os animais foram envenenados. A suspeita é de que tenha sido utilizado Estricnina, um pesticida bastante conhecido para matar ratos.

Além desses felinos, outros quatro animais foram mortos na vizinhança: um cachorro e três gatos. Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia da cidade.

Crime

Matar cachorro ou qualquer outro animal é crime, independentemente de animal doméstico, silvestre, nativo ou exótico. O artigo 32 da Lei dos Crimes Ambientais, de 1998, prevê detenção de três meses a um ano e multa para quem “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar” qualquer tipo de animal. Se houver a morte do bichinho, a pena aumenta até um terço.

Envenenamento

De forma geral, os sintomas mais comuns nas intoxicações por venenos de cães e gatos são quadros convulsivos; apatia: o animal não responde a estímulos e há mudança brusca do comportamento normal; salivação excessiva, misturada ou não com vômitos; podem ocorrer fortes tremores musculares ou fraqueza, como o animal não conseguindo ficar em pé; e ainda ele pode apresentar sangue na urina ou diarreia. Nos casos de envenenamento, a procura por um veterinário deve ser feita o quanto antes.

Fonte: OESTE MAIS