Rio de Janeiro | 24.06.2019 | 11h02 Geral

Felipe Araújo lembra quatro anos da morte de Cristiano Araújo: 'Sinto falta dele todos os dias'

A trágica morte de Cristiano Araújo, em 2015, transformou o dia 24/6 em uma data triste na casa de Felipe Araújo. Irmão do cantor, o sertanejo contou ao Gshow que sua família lida diariamente com o vazio deixado pelo artista - vítima de um acidente de carro aos 29 anos:

"Sinto falta do meu irmão todos os dias. Principalmente nos churrascos em família, nas rodas de violão em casa, sinto falta das brincadeiras. Ele era pessoa mais alegre que eu já conheci".

"Estamos cada dia mais forte, minha família está muito mais unida. Mas a saudade é absurda".

Assim como Cristiano, Felipe começou a trabalhar com música muito cedo. Mas foi somente após a tragédia com seu irmão que se aventurou em uma carreira solo. O pedido foi feito pelo pai, João Reis:

"Ele insistiu e eu decidi atender".

Quatro anos depois, o sertanejo já conseguiu emplacar vários hits e, atualmente, é o dono da música mais tocada nas rádios do país: "Espaçosa Demais":

"Com certeza, o Cris estaria orgulhoso da minha caminhada. Ele sabia o quanto eu queria viver de música. Tenho certeza que tem a mão dele no meu sucesso. Ele está cuidando de mim lá de cima".

"Minha referência musical vai ser sempre meu irmão. Acompanhei toda a trajetória dele. Quando eu nasci, ele já cantava".

Na turnê do DVD "Por Inteiro", Felipe canta duas músicas de Cristiano Araújo em seus shows, como forma de manter vivo o legado do irmão. Questionado se cogita gravar alguma coisa da obra do sertanejo, ele é categórico:

"Não tenho essa intenção. Prefiro preservar as coisas que ele deixou".

"Em casa, eu sempre canto as músicas dele, faço essa homenagem nos meus shows, mas não penso deixar isso registrado. Não por enquanto, pode ser que mude de ideia.

"Hoje, me sinto bem ouvindo ele em casa, na estrada ou quando a saudade aperta".

Fonte: GSHOW