Chapecó | 19.06.2018 | 20h39 Mundo

Estados Unidos abandonam o Conselho de Direitos Humanos da ONU

Os Estados Unidos oficializaram a saída do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na metade de um mandato de três anos.

O anunciou foi feito na noite desta terça-feira (horário de Brasília) pela embaixadora dos EUA para a ONU, Nikki Haley. A saída, disse ela, vem “depois de nenhum outro país demonstrar coragem para se juntar a nossa briga para reformar esse órgão hipócrita”. Haley reforçou, ainda, “que esse passo não é um recuo dos nossos compromissos em direitos humanos”.

A saída do órgão, o principal de direitos humanos da ONU, acontece no dia seguinte de o alto comissário da entidade, Zeid Ra’ad Al Hussein, ter desferido duras críticas ao país e sua política de “tolerância zero” contra imigração na fronteira com o México. A ação, que se iniciou há cerca de seis semanas, já resultou na separação de ao menos 2 mil crianças de suas famílias.

Foto: Shannon Stapleton/Reuters/Reuters / Divulgação

Fonte: EXAME