Chapecó | 20.01.2017 | 14h33 Geral

Equipes acham 6 sobreviventes em hotel destruído por avalanche

O grupo ainda está sob os restos da estrutura e o resgate ainda pode demorar horas por causa das dificuldades e da quantidade de neve.

Socorristas que trabalham nos escombros do hotel Rigopiano, em Farindola, na província de Pescara, na Itália, localizaram seis pessoas vivas no local, informam os bombeiros nesta sexta-feira. Para ajudar no resgate, as equipes pediram que cinco helicópteros fossem enviados ao local onde estão os restos do hotel. Segundo as primeiras informações, a localização dos sobreviventes ocorreu pouco após às 11h (hora local) e os socorristas conseguiram conversar com eles por diversas vezes.

O grupo ainda está sob os restos da estrutura e o resgate ainda pode demorar horas por causa das dificuldades e da quantidade de neve que invadiu o hotel. As equipes de resgate estão trabalhando sem descanso por mais de 48 horas, com o auxílio apenas de pás e de cães farejadores. As condições de trabalho são extremas, com temperaturas abaixo de zero e nevascas temporárias.

O número de pessoas que estava no Rigopiano na hora do acidente ainda é incerto. O subsecretário regional de Pescara, Mario Mazzoca, informou que devem ser 35 pessoas – entre hóspedes e funcionários. As equipes de buscas trabalham com a informação de que há entre 25 e 30 feridos, já que três pessoas já foram retiradas com vida logo após a chegada dos socorristas e outros quatro corpos foram encontrados.

A Procuradoria de Pescara já abriu uma investigação por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar sobre a avalanche que destruiu o hotel. De acordo com os sobreviventes, todos os hóspedes e funcionários já estavam no hall de entrada e esperavam por um caminhão limpador de neve para poder abandonar o local. Eles estavam assustados com a série de terremotos que atingiu o país naquela quarta-feira e foram orientados a deixar o hotel.




Fonte: VEJA