Chapecó | 15.03.2017 | 20h18 Geral

Entenda a nuvem de tempestade que viralizou nas redes sociais nos últimos dias

Depois da tempestade que atingiu Santa Catarina no último domingo, 12, com registro de chuva forte, vendaval e queda de granizo em pelo menos 10 cidades, o vídeo de uma nuvem peculiar passou a circular nas redes sociais. Nos compartilhamentos, os usuários afirmam que a gravação foi feita de dentro de um avião que sobrevoava Florianópolis a cerca de 38 mil pés de altitude, o equivalente a 11 quilômetros.

O meteorologista Leandro Puchalski esclarece que a formação é chamada de cúmulo-nimbo (ou Cumulonimbus, em latim), uma nuvem de tempestade que possivelmente tem de 10 a 15 quilômetros de altura, com vento extremo e raios. A nuvem tem o formato semelhante a uma bigorna e muitas pessoas associam com um cogumelo de bomba atômica.

No vídeo, é possível ouvir duas pessoas falando em português, o que reforça a teoria de que a gravação foi feita no Brasil. "Parece uma bomba atômica, né?", pergunta um homem, e outro responde "é mesmo, no formato...".

Puchalski afirma de que não é possível confirmar se a nuvem estava sobre a Capital, apenas que a imagem realmente mostra uma tempestade de um ângulo incomum: vista de cima.

Rita Paulino, professora universitária na UFSC, relata que estava a bordo de um voo Latam que saiu do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e chegou em Florianópolis na tarde de domingo. Ela conta que não viu a nuvem, mas que o piloto enfatizava com frequência para que os passageiros não ficassem de pé, utilizassem o cinto de segurança e que haveria necessidade de realizar um desvio. Por meio de assessoria de imprensa, a Latam informou que o voo JJ 3109 operou normalmente, quando decolou às 17h49min e pousou às 18h48min.

Nas principais redes sociais, como Youtube, Instagram, Twitter e Facebook, a publicação passou a circular somente na noite de domingo, após o temporal. Em grupos de pilotos no WhatsApp, a imagem também viralizou, com a descrição de que foi feita por funcionários da Gol voando sobre Florianópolis.

Por meio de assessoria de comunicação, a Gol Linhas Áreas Inteligentes informou que não é possível identificar se o vídeo foi feito por um colaborador e que não houve registros de atrasos ou alteração de rota nos que passaram por Florianópolis na tarde de domingo.

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE