Chapecó | 31.05.2018 | 13h55 Economia

Endividamento recua para 42,8% das famílias chapecoenses

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (Peic), o total de famílias chapecoenses com compromissos parcelados registrou queda em maio. Isso é o que mostra levantamento realizado pelo Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (SICOM) e pela Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio/SC). O índice de endividamento passou em maio para 42,8%, ante 47,3% registrados em abril. Há 12 meses, em maio do ano passado, o índice de endividamento foi de 53,3%.

A Divisão de Pesquisa e Estatística do SICOM indica que neste mês, mesmo com contas a pagar, 57,2% dos chapecoenses entrevistados não estão com seus pagamentos atrasados. Possuem contas em atraso 14,8%.

Quanto às condições para quitar as dívidas, 37,9% dizem não ter meios, atualmente, de efetuar o pagamento, enquanto 41,4% afirmam que conseguem pagar totalmente as dívidas. Perguntados sobre o tempo para quitar suas dívidas, 51,7% afirmaram que irão realizar os pagamentos após 90 dias. Outros 24,1% devem efetuar o pagamento em até 30 ou até 90 dias.

Motivo das dívidas

A maior parte das dívidas está relacionada aos carnês, conforme 58,1% dos entrevistados. Para outros 43,4%, as contas são motivadas pelo cartão de crédito, enquanto 26,8% possuem débitos devido ao financiamento de carro. Por serem dívidas de longo prazo, 53,1% das famílias chapecoenses indicam que levarão mais de um ano para quitá-las.

Imagem: SICOM

Fonte: SICOM