Maravilha | 22.05.2019 | 20h39 Polícia

Em 2019 cinco já foram presos por exploração sexual infantil na região de Maravilha

Casos envolvendo abuso sexual de crianças e adolescentes na região de Maravilha tem chamado a atenção da Polícia Civil.
No ano de 2019, a Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Maravilha, realizou a prisão de cinco homens envolvidos em crimes sexuais, os quais tiveram como vítimas crianças e adolescentes, além de um pedófilo na cidade de Cunha Porã.

1º Caso - Operação "Hidden"
No dia 9 de janeiro, foi deflagrada pela Polícia Civil de Maravilha, a Operação "Hidden", quando foi cumprido um mandado de busca e apreensão em uma residência na cidade de Cunha Porã. Na oportunidade, foi localizado em um computador vasto material contendo cenas pornográficas envolvendo crianças e adolescentes de diversas idades.
O homem confirmou que todo o conteúdo era de sua propriedade, sendo preso em flagrante.

2º Caso – Abuso sexual de criança
Ainda, no mês de janeiro do corrente ano, a Polícia Civil de Maravilha tomou conhecimento da prática de possível abuso sexual cometido por um homem de 38 anos de idade, tendo como vítima a filha de sua companheira, uma menina de apenas 6 anos de idade.
A investigação apurou que o investigado, valendo-se da sua proximidade, confiança e autoridade sobre a vítima, obrigava-a a praticar atos sexuais. A criança foi submetida a exames que comprovaram os abusos, os quais ocorriam há bastante tempo. O investigado foi preso pela Polícia Civil, no dia 29 de abril de 2019.

3º Caso – Prisão de estuprador
No dia 21 de fevereiro, a Polícia Civil recebeu informação que um estuprador, foragido do Estado do Paraná, estaria em Maravilha. O criminoso havia sido condenado a 08 (oito) anos de reclusão, pela prática do crime de estupro de vulnerável naquele Estado. Após diligências, os Policiais Civis localizaram e prenderam o homem de 25 anos de idade, no centro de Maravilha.

4º Caso – Prisão de abusador sexual
Ainda no mês de fevereiro, após a apreensão de um Smartphone produto de furto, foi identificado que um homem de 30 anos teria abusado sexualmente de uma adolescente de 12 anos. No dia 22 de fevereiro de 2019, o investigado foi preso, no bairro Industrial, às margens da BR-282.

5º Caso – Prisão de homem que abusava sexualmente da enteada
No início do mês abril, a Polícia Civil tomou conhecimento que um homem, 43 anos, estava abusando sexualmente de sua enteada de 11 anos de idade. Após a investigação e exames que comprovaram que os abusos ocorriam há bastante tempo, o investigado foi preso no dia 12 de abril.

Como agir ou prevenir os casos de exploração sexual infantil

A Polícia Civil de Maravilha alerta à população que uma das maneiras de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção.

É necessário que os pais e responsáveis estejam sempre atentos a qualquer mudança comportamental de forma repentina e brusca, na maioria dos casos, crianças extrovertidas principalmente em relação ao agressor, a vítima muitas das vezes repele o agressor, porém em alguns casos começa a ter uma proximidade excessiva, o que também é um sinal que algo está errado.

Caso houver suspeitas, deve-se procurar a Delegacia de Polícia Civil mais próxima, bem como o Conselho Tutelar. A denúncia pode ser formalizada através do registro de Boletim de Ocorrência, ou ainda, através do disque-denúncia (181) ou número (49) 98802-9917 (whatsapp denúncia) da Delegacia de Polícia de Maravilha.

Também há o disque 100 (Direitos Humanos), que possui um setor específico de proteção de crianças e adolescentes, o serviço funciona em nível nacional, após receberem as denúncias eles repassam às Unidades da Polícia Civil para realizarem investigações que o caso requer.
Colabore com a Polícia Civil. Denuncie. Disque 181 ou WhatsApp (49) 98802-9917. Não é necessária a identificação.

Fonte: POLÍCIA CIVIL