Chapecó | 13.09.2020 | 18h12 Esportes

É campeã! Chapecoense leva o título do Catarinense 2020

O torcedor da Chapecoense está em festa. Além da boa campanha que o time faz no Brasileirão da Série B, a equipe, na tarde deste domingo (13), no estádio Augusto Bauer, conquistou o título do Campeonato Catarinense 2020.

Após fazer 2 a 0 no jogo de ida, o Verdão do Oeste voltou a derrotar o Brusque dessa vez por 1 a 0. Com gol marcado por Anselmo Ramon, na segunda etapa, a equipe visitante apenas administrou o resultado até o apito final do árbitro.

Agora o time comandado por Umberto Louzer volta suas atenções para o campeonato nacional, onde enfrentará o Náutico, sexta-feira (18), no Aflitos. Já os comandados de Jerson Testoni viram a chave para a disputa da Série C, onde receberá o Tombense, pela 7ª rodada, domingo (20).

O jogo
Precisando correr contra o tempo para reverter a vantagem construída pela Chapecoense no jogo de ida, a equipe do Brusque partiu pra cima. No entanto, a defesa visitante mostrava-se atenta a qualquer jogada, conseguindo acionar alguns contra-ataques, porém todos sem sucesso até meados dos 15 minutos.

Na sequência, finalmente as finalizações começaram a aparecer. Na primeira tentativa, Paulinho Moccelin arriscou de fato para a defesa de Zé Carlos, já na segunda, a equipe local, com Mateus, aproveitou o rebote e tentou o chute que contou com um desvio em Alan Ruschel antes de sair.

Após a pausa técnica, a equipe da Chape voltou melhor. Até a reta final da etapa, Paulinho Moccelin seguia sendo o jogador mais acionado no campo de ataque tentando encontrar espaços para finalizar, enquanto o Quadricolor apostava em chutes de fora, mas sem causar sustos ao goleiro João Ricardo.

Com a bola rolando já na segunda etapa, tendo apenas uma alteração pelo lado da Chape com a entrada de Aylon no lugar de Denner, foi o Brusque quem saiu pro campo de ataque na esperança de abrir a contagem e criar uma pressão para o rival. Entretanto, quem quase chegou ao tento foi a equipe comandada por Umberto Louzer, outra vez com ele, Paulinho Moccelin, dessa vez chutando por cima da meta do goleiro Zé Carlos.

Percebendo que sua equipe não estava conseguindo criar na frente, o técnico Jerson Testoni optou por uma troca de atacantes, colocando Dandan no lugar de Fabinho. Mas a equipe visitante não estava disposta a segurar o resultado e, aos 23 minutos, após parar na trave no lance anterior com Willian Oliveira, balançou as redes com Anselmo Ramon, que, por sua vez, aproveitou o rebote no erro de Aylon. 1 a 0.

Com o placar aberto no Augusto Bauer, outra vez Jerson não pensou duas vezes antes de modificar sua equipe. Em uma troca tripla, o comandante optou por melhorar seu meio-campo, além do sistema ofensivo, tentando encontrar um empate.

Mas o Verdão do Oeste não estava disposto a apenas segurar uma possível pressão do Quadricolor. Com isso, seguia encontrando espaços na frente conseguindo finalizar contra o gol adversário e, ainda viu a expulsão de Gustavo Henrique, no banco de reservas dos donos da casa, por reclamação.

Nos últimos minutos, após as últimas alterações dos dois lados, o Brusque praticamente não conseguiu oferecer perigo, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final para a comemoração dos jogadores da Chapecoense.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

Fonte: LANCE!