Sagrada Família | 04.01.2019 | 20h18 Polícia

Drama: Gerente de banco é feito refém e tem simulacro de bomba amarrado no corpo no RS

No final da manhã desta sexta-feira (04) uma agência bancária do Sicredi foi assaltada em um método planejado por pelo menos três homens em Sagrada Família (RS), município próximo a Sarandi e Ronda Alta.

Segundo informações do 39° Batalhão de Polícia Militar, os bandidos teriam rendido ainda ontem (03) em casa o gerente da agência, identificado como Carlos Grespan, de 33 anos e natural de Chapada, além da sua família. Eles permaneceram no local durante a noite e dirigiram-se ao banco apenas na manhã de hoje.

Dentro da residência, os bandidos amarraram simulacros de explosivos na cintura do gerente, por volta das 8h00, e ele foi sozinho até a agência bancária com os artefatos, abriu o cofre e retirou o dinheiro.

Após Grespan realizar a ação solicitada pelos criminosos, ele avisou os colegas de trabalho sobre o que estava acontecendo e pediu para que os mesmos saíssem do local. Os assaltantes, então, chegaram em um carro do próprio Sicredi e fugiram com o dinheiro.

O gerente seguiu dentro da agência junto aos simulacros de explosivos até às 17h00. Ainda de acordo com informações da polícia, havia uma fiação ligada a um aparelho celular. Os familiares do gerente foram feitos de reféns durante cerca de 10 horas, mas passam bem.

Por volta das 16h00 um helicóptero com a equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), chegou em Sagrada Família para retirar os artefatos presos ao corpo do gerente. A área onde fica a agência foi isolada.

Ainda não se tem informações de qual rumo os assaltantes tomaram ou da quantia de dinheiro levada por eles.

Policiais Militares de toda a região estão envolvidos na buscas dos criminosos, sendo que o veículo da agência que foi levado pelos assaltantes já foi encontrado abandonado na localidade de Esquina Gaúcha.

Foto: Rádio Uirapuru

Fonte: RÁDIO UIRAPURU