Chapecó | 20.04.2018 | 16h13 Mundo

DJ Avicii, de hits como ‘Wake Me Up’, morre, aos 28 anos

O músico, produtor e DJ Tim Bergling, conhecido como Avicii, de 28 anos, morreu nesta tarde em Omã, afirmou seu representante em comunicado à imprensa internacional. “É com muita tristeza que anunciamos a perda de Tim Bergling, conhecido como Avicii. Ele foi encontrado morto em Muscat, Omã [país da península arábica], nesta sexta-feira, 20 de abril. Sua família está devastada e pede para que sua privacidade seja respeitada neste momento difícil.”

Avicii, conhecido por hits como Waiting For Love, Wake Me Up e Hey Brother, estava afastado dos palcos desde 2016, por problemas de saúde. Ele sofria de pancreatite aguda, causada pelo excesso de álcool. Ele teve a vesícula biliar e o apêndice removidos em 2014.

Biografia

Nascido em Estocolmo, na Suécia, Avicii se envolveu cedo com a música, fazendo remixes e produções. Inspirado por nomes do cenário eletrônico europeu, como Daft Punk, Steve Angello, Laidback Luke, Tocadisco e Axwell, o rapaz investiu na house music, mas sem deixar de transitar por diferentes estilos do mesmo leque.

Após experimentações musicais bem recebidas na internet e eventos eletrônicos, Avicii assinou seu primeiro contrato com uma gravadora independente em 2008, saltando para a EMI Music em 2010. No período, o DJ evoluiu suas produções e passou a fazer parcerias com cantores de vocais poderosos, mas não óbvios, como Aloe Blacc (voz da faixa Wake Me Up), Audra Mae (em Addicted To You) e Adam Lambert (em Lay Me Down).

O sucesso fora da Europa chegou em 2011, com as faixas Sunshine (parceria com o DJ David Guetta) e Levels, canções que lhe renderam uma indicação cada ao Grammy e boa colocação no ranking de mais ouvidas da Billboard, nos Estados Unidos.

O primeiro disco de estúdio, True, só viria em 2013, mas pronto para dominar as paradas mundiais, inclusive o Brasil. True ostenta os hits Wake Me Up, Hey Brother e Lay Me Down.

Depois, Avicii lançou discos com remixes de seus sucessos, um EP e mais um álbum, Stories (2015). A curta carreira foi encerrada por ele em 2016, quando divulgou que seu afastamento dos palcos, alegando problemas de saúde. “Esta área não é pra mim. Não está relacionado aos shows ou à música. Sempre foram as coisas ao redor que não são naturais para mim. Todas as outras partes de ser um artista. Sou uma pessoa introvertida. Então sempre foi muito difícil, pois acho que acabo sendo afetado por muita energia negativa”, disse na ocasião à revista americana The Hollywood Reporter.

Ele ainda divulgou um último EP, em 2017, AVĪCI (01), em parceria com nomes como a dupla Vargas & Lagola e Rita Ora. Na mesma época, o DJ foi tema do documentário Avicii: True Stories, em que fala sobre sua ascensão e decisão de se afastar da carreira artística. Confira abaixo o trailer oficial do longa.

Fonte: VEJA