Chapecó | 27.03.2019 | 14h19 Patrocinado

Curitibano ganha primeira etapa do maior campeonato de poker do Brasil

Vencer um evento principal do Campeonato Brasileiro de Poker, conhecido como BSOP, é uma das tarefas mais difíceis desse esporte em nível mundial. Para se ter uma ideia, em 13 anos de circuito, apenas Saulo Sabioni é bicampeão no que diz respeito ao evento principal da competição.

Todos anos o BSOP realiza entre seis a sete etapas e ganhar o evento principal muda a vida de qualquer competidor no aspecto financeiro e traz muita visibilidade no cenário do poker.

No início de fevereiro, Luis Henrique Kamei entrou para esse seleto grupo de competidores que já conquistaram o evento principal do BSOP. O feito ocorreu em uma etapa realizada em Puerto Iguazu e foi (Argentina) o maior troféu da sua carreira.

Na ocasião, o evento principal contou com a participação de mais de 800 competidores e reuniu muitos dos melhores atletas da América Latina no esporte das cartas. Além disso, a etapa na argentina marcou o início da nova temporada do BSOP.

Os paraenses dominaram a mesa final do Evento Principal. Além de Luis Henrique, outros dois estiveram entre os cinco primeiros, sendo eles Gentil Tosetto (Cascavel) e Lucas Perondi (Pato Branco). Tosetto ficou em terceiro, enquanto Perondi terminou em quarto.

A ótima participação do Paraná na primeira etapa do BSOP é uma excelente notícia para o poker paranaense. Esse esporte que envolve muita habilidade tática vem crescendo no sul do país e o Estado já é uma das referências no assunto.

Tendo em conta o tanto de sul-americanos que participaram dos torneios realizados em Puerto Iguazu, essa etapa na Argentina pode até mesmo ser equiparada a clássica Libertadores. Inclusive, nove estrangeiros, entre chilenos, paraguaios e argentinos, ficaram entre os 50 primeiros da etapa principal.

Maior premiação da carreira e consolidação ainda maior

Com o resultado na Argentina, Luis Henrique conseguiu a sua maior premiação como competidor de poker (US$ 89 mil) e foi a segunda conquista em algum torneio do BSOP, visto que a sua primeira vitória no circuito veio em 2016 numa etapa disputada em São Paulo.

Para quem já acompanhava a carreira do atleta, o título de tamanha magnitude no BSOP não foi uma surpresa. O curitibano estava em grande fase e já aparecia como um dos favoritos a vencer o torneio.

“A felicidade é enorme, eu jogo o circuito faz tempo e quem joga sonha em um dia ganhar”, afirmou Luis Henrique. “Realizei um dos meus sonhos, estou feliz demais. É o maior circuito do Brasil, um torneio gigantesco na América Latina, a sensação é indescritível. É muito legal ganhar, estou muito feliz”, completou.

Palmeirense de coração, o competidor havia conquistado outro grande título em novembro de 2018, quando ganhou o evento principal do Kings Series of Poker (KSOP) em etapa realizada em Belo Horizonte. Reconhecido como segundo maior circuito do esporte da mente no país, geralmente os eventos do KSOP reúnem centenas de profissionais.

Larga na parte de cima do ranking geral do BSOP

Como a temporada do BSOP é grande e geralmente conta com sete etapas por temporada, é preciso ter muita consistência e participar de praticamente todos os eventos principais para ter a chance de vencer o ranking geral. Com o título na Argentina, Luis Henrique iniciou o ano com tudo.

De acordo com o próprio site do BSOP, após a atualização da primeira etapa o representante do Estado do Paraná aparece com a segunda colocação no ranking geral e o curitibano está atrás apenas de Marcelo Mesqueu, que ficou em sexto na etapa principal, mas conseguiu conquistar pontos valiosos em outros eventos na Argentina.

Aparecer entre os primeiros colocados do ranking geral do BSOP é um dos feitos mais cobiçados do poker latino e Luis Henrique já se colocou em uma boa posição para brigar pela conquista até o fim do ano.

A última vez que um representante do Estado do Paraná conquistou o ranking geral do BSOP foi em 2017, quando Affif Prado levou o inédito título e se consolidou na elite desse esporte. No ano passado, foi a vez do sul-mato-grossense Saulo Sabioni se consagrar como o campeão brasileiro de poker.

A próxima etapa do BSOP acontecerá entre os dias 21 a 26 de março e será realizada em São Paulo, cidade que tradicionalmente é reconhecida como a casa desse esporte no país. O evento será realizado no WTC Sheraton.

Tradição crescendo na família

Kamei Luis Henrique não é o único ótimo competidor de poker na família. O irmão Gustavo, paulistano de nascença e que vive no Paraná há quase uma década, também tem um currículo impressionante no esporte das cartas.

Desde 2011 no rol dos grandes torneios brasileiros, Gustavo tem algumas boas participações no BSOP e já participou de alguns eventos a nível mundial nos Estados Unidos.

O atleta já venceu no BSOP e sua última vitória veio no ano passado, quando ele conquistou uma excelente atuação numa etapa realizada em Florianópolis. “É animal voltar a vencer um evento do BSOP. Havia comentado com meu amigo que eu não tinha esse troféu novo. Deu tudo certo e pude ficar com mais essa vitória”, afirmou após o evento.

Expectativa nas alturas para o resto da temporada

Com a experiência de Luis Henrique em etapas importantes do poker brasileiro e a recém-conquista no primeiro evento principal da temporada, o otimismo nunca esteve tão grande para o competidor que representa o Paraná nas mesas do Brasil afora.

Muita habilidade e capacidade de competir entre os primeiros não é problema para esse esportista. Agora resta saber se ele conseguirá se sustentar entre os primeiros ao longo da temporada e, quem sabe, voltar com o título do ranking geral do BSOP para o Estado do Paraná.

Fonte: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO