Chapecó | 03.04.2017 | 19h52 Geral

Crise: Globo Aves mantém abates suspensos e Sintrial vai discutir com o MPT possíveis demissões

Os trabalhadores da Globo Aves de Lindóia do Sul estão apreensivos com a indefinição sobre o retorno do funcionamento da agroindústria que estava previsto para fevereiro. A empresa deu férias coletivas e depois aderiu a um programa do Governo Federal para suspendeu os contratos de trabalhadores. O Bolsa Qualificação paga 80% dos salários com a contrapartida da empresa. Foi a única forma de evitar uma demissão em massa quando da crise mais severa no final de 2016.

Na próxima semana o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Industrial da Transformação, Jair Baler, participará de uma audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT) visando tentar reverter uma “intenção” de demissão de trabalhadores na planta de Lindóia do Sul. A empresa está em recuperação judicial e com o agravamento do cenário do agronegócio devido a operação Carne Fraca da Polícia Federal a situação ficou mais difícil.

São pelo menos quatro meses sem abates na planta da Globo Aves em Lindóia do Sul. A informação é de que o atual cenário de instabilidade e prejuízos apontados por grandes agroindústrias no Brasil também afastaram alguns investidores que mostraram interesse em reativar os negócios.

Baler afirma que a situação preocupa, porém nenhum encaminhamento será dado sem antes ter um crivo do Ministério Público do Trabalho. A Globo Aves é a maior empresa de Lindóia do Sul

Fonte: RÁDIO BELOS FM