Chapecó | 01.12.2016 | 20h47 Geral

Como votou cada deputado do PR e de SC

Lista abaixo é sobre votação no destaque que cria punição para juízes e membros do MP.

Veja, na lista abaixo, como votou cada deputado do Paraná e de Santa Catarina, na votação sobre o destaque apresentado pelo PDT, propondo a punição para juízes e membros do Ministério Público Federal – MPF.
O pacote de medidas de combate à corrupção tinha 10 propostas, apresentadas pelo Ministério Público Federal – MPF, com o apoio de mais de 2 milhões de assinaturas de cidadãos brasileiros.
O pacote foi aprovado na madrugada desta terça-feira, 30 de novembro, porém diversos destaques (sugestões de mudança ao texto) foram apresentados e aprovados pelos deputados.
Isso desfigurou o projeto original do MPF.
A proposta mais polêmica, o destaque apresentado pelo PDT, cria a punição para juízes e membros do Ministério Público Federal por abuso de autoridade.
A proposição foi aprovada por 313 votos a favor, 132 contra e cinco abstenções.
A emenda lista as situações em que juízes e promotores poderão ser processados, com pena de seis meses a dois anos de reclusão.
Entre as condutas que passariam a ser crime estariam a atuação dos magistrados com motivação político-partidária e a apresentação, pelo MP, de ação de improbidade administrativa contra agente público "de maneira temerária".
Nesse caso, além de prisão, os promotores também estariam sujeitos a indenizar o denunciado por danos materiais e morais ou à imagem que tiver provocado.

EXPLICAÇÃO
Cada um dos vários destaques apresentados pelos deputados teve uma votação individual.
A lista de votos abaixo refere-se à votação do destaque considerado mais polêmico, apresentado pelo PDT, que cria a punição para juízes e membros do MP.

VOTO “SIM” - PARANÁ
Assis do Couto (PDT)
João Arruda (PMDB)
Osmar Serraglio (PMDB)
Dilceu Sperafico (PP)
Nelson Meurer (PP)
Fernando Giacobo (PR)
Takayama (PSC)
Edmar Arruda (PSD)
Evandro Roman (PSD)
Alfredo Kaefer (PSL)
Enio Verri (PT)
Zeca Dirceu (PT)

VOTO “NÃO” – PARANÁ
Diego Garcia (PHS)
Marcelo Belinati (PP)
Rubens Bueno (PPS)
Christiane de Souza Yared (PR)
Luiz Nishimori (PR)
Toninho Wandscheer (PROS)
Leopoldo Meyer (PSB)
Luciano Ducci (PSB)
Reinhold Stephanes (PSD)
Sandro Alex (PSD)
Luiz Carlos Hauly (PSDB)
Alex Canziani (PTB)
Leandre (PV)
Aliel Machado (REDE)
Fernando Francischini (SD)

VOTO “SIM” – SANTA CATARINA
Angela Albino (PCdoB)
Mauro Mariani (PMDB)
Rogério Peninha Mendonça (PMDB)
Ronaldo Benedet (PMDB)
Valdir Colatto (PMDB)
Jorginho Mello (PR)
Marco Tebaldi (PSDB)
Pedro Uczai (PT)

VOTO “NÃO” – SANTA CATARINA
Celso Maldaner (PMDB)
Edinho Bez (PMDB)
Jorge Boeira (PP)
Carmen Zanotto (PPS)
Geovania de Sá (PSDB)

ABSTENÇÃO
Esperidião Amin (PP) – Santa Catarina

ARTIGO 17 (presidente da Casa)
Rodrigo Maia (DEM) – Rio de Janeiro


Fonte: JORNAL DA FRONTEIRA