Chapecó | 22.11.2018 | 13h50 Esportes

Com vitória heroica no Beira-Rio, Galo se aproxima da Libertadores

Vencendo o Internacional de forma heroica, em Porto Alegre, o Atlético derrubou o último mandante invicto do Brasileirão e deu um passo importantíssimo na luta por uma vaga na Libertadores 2019.

Na noite desta quarta-feira, o Galo bateu o Inter por 2 a 1, no estádio Beira-Rio, e chegou a 56 pontos na tabela de classificação, onde ocupa o 6º lugar.

O Alvinegro saiu na frente com mais um belo gol de Cazares, destaque da noite, aos 42 minutos do primeiro tempo. A equipe gaúcha empatou aos 37 da etapa final, com D’Alessandro, em cobrança de pênalti. Dez minutos mais tarde, David Terans, que havia entrado no lugar de Luan, completou cruzamento rasteiro de Cazares e mandou a bola para rede, garantindo a terceira vitória consecutiva do Atlético na competição.

Na próxima rodada, a penúltima do Campeonato Brasileiro, o adversário será o Santos, às 20h do próximo sábado, na Vila Belmiro.


O JOGO

O Galo começou buscando o ataque pelo lado direito, com os avanços de Emerson, mas foram do colombiano Chará as primeiras finalizações, em arremates de fora da área.

No ataque seguinte, Emerson sofreu falta pela direita, Cazares cobrou rasteiro e a defesa gaúcha afastou o perigo.

Cazares recebeu lançamento de Chará na grande área pela direita e chutou de primeira, para fora, uma boa tentativa do camisa 10 atleticano.

Aos 30 minutos, foi a vez de Luan arriscar de longa distância, por cima do gol. Em seguida, Cazares cobrou escanteio pela direita, Ricardo Oliveira desviou de cabeça e a zaga colorada conseguiu fazer o corte pelo alto.

Em boa trama ofensiva, aos 38, Patric recebeu passe de Matheus Galdezani pela esquerda e cruzou rasteiro para mais um desarme da defesa do Inter.

O Atlético abriu o placar no Beira-Rio aos 42 minutos. A jogada começou com Adilson tomando a bola no campo de defesa e, no contra-ataque, Cazares recebeu passe de Chará pela esquerda, invadiu a área e chutou no alto para vencer o goleiro Marcelo Lomba: Galo 1 x 0.


O técnico Levir Culpi manteve a equipe para o SEGUNDO TEMPO e o Galo conseguiu segurar bem os avanços do time local nos primeiros minutos. Aos 17, o treinador atleticano promoveu a entrada de Alerrandro no lugar de Ricardo Oliveira.

Chará tentou lançamento pelo meio para Cazares e o goleiro Marcelo Lomba saiu do gol para interceptar o passe.

Luan deixou o campo aos 24 minutos para a entrada de David Terans. Em mais uma boa tentativa, Cazares tentou encobrir o goleiro em chute de longa distância e a bola saiu à direita do gol.

Aos 31, Cazares recebeu ótimo passe de Patric perto da área e o zagueiro desviou a bola no momento da finalização do equatoriano. Logo depois, Galdezani foi substituído por Lucas Cândido.

O árbitro marcou pênalti para a equipe gaúcha, aos 37 minutos. D’Alessandro cobrou no canto esquerdo de Victor e empatou o jogo para os donos da casa: 1 x 1.

Aos 47, aconteceu o lance que definiu o grande triunfo atleticano. Em lance de contra-ataque pela direita, Cazares invadiu a área e cruzou rasteiro para o gol de David Terans: Galo 2 x 1.

No último lance, Lucas Cândido chutou de fora da área e a bola explodiu no travessão.


FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 x 2 ATLÉTICO
Motivo: Campeonato Brasileiro
Data: 21/11/2018
Estádio: Beira-Rio
Gols: Cazares (42’/1ºT), D’Alessandro (37/ 2ºT), Terans (47′ 2ºT)
Cidade: Porto Alegre (RS)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Rogério Pablos Zanardo (AB-SP)
Quarto Árbitro: Fabrício Porfírio de Moura (AB SP)
Árbitro Assistente Adicional 1: Thiago Duarte Peixoto (AB SP)
Árbitro Assistente Adicional 2: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (AB SP)
Cartões amarelos: Maidana, Adilson (Atlético); Victor Cuesta (Internacional)

Internacional
Marcelo Lomba; Fabiano (Juan Alano), Emerson Santos, Víctor Cuesta, Iago, Rodrigo Dourado, D’Alessandro, Edenílson, Patrick (Camilo), Nico López (Rossi) e Leandro Damião.
Técnico: Odair Hellmann.

Atlético
Victor; Emerson, Leonardo Silva, Maidana, Patric, Adilson, Matheus Galdezani (Lucas Cândido), Luan (David Terans), Cazares, Chará e Ricardo Oliveira (Alerrandro).
Técnico: Levir Culpi.

Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA