Chapecó | 29.06.2019 | 18h44 Política

Com salário superior a R$ 11 mil, proposta para redução de vereadores é rejeitada em Chapecó

A redução do salário dos nobres vereadores atualmente de R$ 11.168,87, era uma pauta bastante aguardada pela população chapecoense, o que não aconteceu, outro ponto aguardado pelos chapecoenses era a redução do número de vereadores que também foi rejeitada pela maioria, 15 vereadores.

Os vereadores de Chapecó anunciaram nesta sexta-feira (28), através de coletiva de imprensa, a discussão de projetos de resolução e projetos de lei, que deverão reduzir os gastos legislativos em R$ 1,4 milhão por ano. O pacote de medidas, prevê diminuição no duodécimo, nas verbas de gabinete e numa permuta de imóveis que permitirá que a câmara tenha sede própria na antiga sede da prefeitura na rua Marechal floriano Peixoto no centro de Chapecó.

No caso do duodécimo, a Câmara de Vereadores reduzirá de 6% para 3,5% da receita tributária e das transferências que são garantidas pela Constituição Federal o que em valores hoje daria um total de R$ 26 milhões para Câmara de Chapecó anual, mas que na previsão do ano que vem não passará de R$ 15 milhões, não fazendo diferença uma vez que orçamento não passará de R$ 10 milhões. Esse projeto de resolução entrará em vigor somente em janeiro de 2020.

As verbas de gabinete também sofrerão redução de valores. As verbas são destinadas para despesas com material de expediente, telefone e diárias. Cada vereador, tem direito a R$ 45 mil por ano, no total de todos os 21 vereadores soma-se quase R$ 1.000.000 milhão por ano, essa verba de R$ 45 mil sofrerá um corte e o novo valor será de R$ 20 mil por ano, conforme determina o projeto de resolução, que também terá validade a partir de janeiro do ano que vem.

O outro projeto de lei que deu entrada na Câmara de Vereadores, possibilitará que o legislativo tenha sede própria. No projeto, consta que a câmara vai ceder um terreno ao município, em contrapartida, o prédio antigo que funciona atualmente o Setor de Tributos, será de propriedade do legislativo. O prédio é antigo e terá que passar por uma grande reforma, está localizado bem no centro da cidade o que certamente ocasionará transtornos nos próximos anos para a população se deslocar e falar com os representantes do poder legislativo.

Fonte: CHAPECÓ.ORG